37.1 C
Lucas do Rio Verde
sábado, 25 setembro, 2021
InícioECONOMIAGoverno propõe alíquota única de 15% para renda fixa e variável

Governo propõe alíquota única de 15% para renda fixa e variável

Receita disse que o governo pretende facilitar o acesso do cidadão ao mercado financeiro. Proposta faz parte da segunda fase da reforma tributária, enviada à Câmara dos Deputados.
Por Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil - Brasília

A segunda fase da reforma tributária, enviada hoje (25) à Câmara dos Deputados, prevê alíquota única de 15% de Imposto de Renda para aplicações em renda fixa e variável. De acordo com a Receita Federal, a proposta pretende estimular o investimento na bolsa de valores.

Atualmente, os investidores pagam de 15% a 22,5% de Imposto de Renda sobre os ganhos em aplicações de renda fixa, como títulos do Tesouro Direto, debêntures e Certificados de Depósito Bancário (CDB). A alíquota varia conforme o prazo da aplicação. Quanto mais cedo o resgate, maior o imposto. A partir de 720 dias (dois anos), a tributação passa a ser 15%.


--Continua depois da publicidade--

Nas aplicações em rendas variáveis, como ações, derivativos e day trade (operações liquidadas no mesmo dia), hoje existem duas alíquotas sobre ganhos de capital. Investimentos em ações à vista, mercado a termo, futuro e de opções pagam 15% de Imposto de Renda. Aplicações em day trade e em cotas de fundos de investimentos imobiliários pagam 20%.

O texto enviado à Câmara mantém a isenção sobre as Letras de Crédito Imobiliárias (LCI) e as Letras de Crédito do Agronegócio (LCA). Nessas aplicações, o investidor empresta recursos a bancos que financiam projetos no mercado imobiliário e empreendimentos relacionados ao agronegócio, sem pagar Imposto de Renda quando as instituições devolvem o dinheiro com acréscimo.

Segundo a Receita Federal, o governo pretende facilitar o acesso do cidadão ao mercado financeiro. “O potencial de investimento na bolsa de valores é enorme. A simplificação facilita o acesso ao mercado e traz segurança para que mais brasileiros possam investir”, informou o órgão.

A segunda fase da reforma tributária também propõe a mudança da apuração de Imposto de Renda sobre ganhos de aplicações financeiras de mensal para trimestral. O texto enviado ao Congresso também prevê a compensação de resultados negativos (uso de prejuízos em um investimento para abater o imposto a pagar em outro que registrou ganhos) para todos os tipos de operação financeira. Atualmente, o mecanismo pode ser usado apenas em operações que pagam a mesma alíquota.


--Continua depois da publicidade--

Gustavo Praiadohttps://www.cenariomt.com.br
Atualmente, trabalha na equipe do portal CenárioMT, produzindo conteúdo sobre economia, esportes e direitos da população brasileira, gosta de assistir séries, filmes de ação e de videogames. Editor também em conteúdos regionais, sempre atento as tendências que o internauta procura para ficar bem informado.

Redes sociais

107,335FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,040SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

Vida Nova II
Mais de 400 denúncias já foram registradas após sorteio de Projeto Habitacional em Lucas do Rio Verde
setembro 25, 2021
Lucas do Rio Verde
Vacinação Covid-19: Confira a programação de SEGUNDA DOSE para a próxima semana
setembro 25, 2021
Lucas do Rio Verde
Curso de crochê em barbante inspira moradoras de Lucas do Rio Verde
setembro 25, 2021
PRESOS POR RECEPTAÇÃO
Polícia Civil de Lucas do Rio Verde recupera equipamentos avaliados em R$ 80 mil
setembro 24, 2021