22.4 C
Lucas do Rio Verde
sexta-feira, 07 maio, 2021
InícioECONOMIAEmplacamento de veículos cai 15% em Mato Grosso

Emplacamento de veículos cai 15% em Mato Grosso

Por CenárioMT - Simone Alves

Mato Grosso emplacou 6.922 novos veículos em fevereiro. Queda foi mais acentuada entre os automóveis e os pesados e supera média nacional 

 

Em fevereiro, Mato Grosso emplacou 6.922 novos veículos, uma queda de 15,86% em relação a janeiro de 2020 (8.227 unidades). Em relação a fevereiro de 2019, com 7.748 unidades, a queda foi de 10,66%. Os dados são da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).


--Continua depois da publicidade--

No segundo mês do ano, a diminuição nas vendas no Estado foi ainda maior entre os veículos pesados. O comércio de caminhões caiu 44,27%, de ônibus caiu 20% e de implementos rodoviários recuou 36,9%.

Teve queda nos automóveis (-14,5%) e comerciais leves (-12,73). O segmento de motos registrou queda de 12,19%.

O resultado assusta o setor na comparação nacional, que registra queda de 1,76% em fevereiro diante do resultado de janeiro. Mato Grosso sofreu por fatores regionais, como política tributária e chuvas, e por outros que afetam a economia nacional.

“A queda nos surpreende, mas diversos fatores podem ser citados. Acreditamos na expectativa por parte dos consumidores para já emplacarem seus veículos com a nova placa padrão Mercosul. O período de carnaval também influenciou, pois muitas pessoas direcionam recursos para viagens, debates sobre as reformas políticas que geram um cenário instável e ainda teve o receio da mudança na cobrança de impostos em Mato Grosso”, explicou Paulo Boscolo, diretor regional da Fenabrave Mato Grosso.


--Continua depois da publicidade--

Claudio Bagestan, da diretoria da Fenabrave-MT e empresário no Nortão do Estado, cita todos estes fatores e acrescenta a questão das chuvas no campo. “Quanto mais chuvas, menor volume de colheita, o que significa menos recursos girando nas cidades”, destacou Bagestan.

Mesmo com a queda em janeiro, a expectativa do setor é que o ano registre alta no número de emplacamentos. “Estamos confiando que os números irão melhorar. Apostamos no aumento do nível de confiança do consumidor, a diminuição das taxas de financiamento e a queda da taxa de inadimplência”, disse Boscolo.

Bagestan reiterou as expectativas. “As chuvas devem diminuir e tudo caminhar mais positivamente no pós-carnaval, principalmente na segunda quinzena de março”.

Carlos Melnec, representante do segmento de caminhões e ônibus, destacou que o ano deve seguir com volume de vendas muito próximo do que ocorreu em 2019, com ligeira melhora.  “Nos últimos anos, frotas foram adquiridas e outras renovadas. Desta forma, 2020 deve seguir a mesma linha”.


© CenárioMThttps://www.cenariomt.com.br
CenárioMT - Publicamos notícias diariamente no portal!
- Publicidade -

Últimas no CenárioMT

Lucas do Rio Verde

EVITAR AGLOMERAÇÃO
Acilve pede ampliação de horário de funcionamento do comércio na véspera do dia das Mães
maio 07, 2021
SAÚDE
36 casos de dengue foram confirmados em Lucas do Rio Verde desde o início do ano
maio 07, 2021