30.7 C
Lucas do Rio Verde
domingo, 26 setembro, 2021
InícioECONOMIABNDES e FGC farão leilão de créditos do Banco Econômico

BNDES e FGC farão leilão de créditos do Banco Econômico

O Banco Econômico entrou em processo de intervenção em agosto de 1995, passando a liquidação extrajudicial em 1996, quando possuía R$ 401 milhões em dívidas com o BNDES e o FGC.
Por Alana Gandra - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

Créditos do Banco Econômico – em liquidação extrajudicial -, mantidos nas carteiras do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e do Fundo Garantidor de Créditos (FGC) desde 1995, serão leiloados em sessão pública no dia 10 de setembro, no formato virtual, com transmissão pela internet. O lance mínimo é de R$ 937,75 milhões, divididos R$ 487,91 milhões do BNDES e R$ 449,84 milhões do FGC, de acordo com informação divulgada hoje (9) pelo banco.

Com a operação, o banco e o FGC garantem a recuperação de créditos que não mostram perspectiva de recuperação antes de 2028. Como eles são reajustados pela Taxa Referencial (TR), zerada desde setembro de 2017, os créditos não sofrem correção desde agosto.


--Continua depois da publicidade--

O edital da operação foi publicado nesta segunda-feira (9). Os investidores interessados podem se qualificar até o dia 8 de setembro. O comprador deverá efetuar o pagamento à vista ao BNDES e ao FGC.

O diretor de Participações, Mercado de Capitais e Crédito Indireto do BNDES, Bruno Laskowski, explicou que, sem a venda, seria necessário aguardar o pagamento da massa liquidanda do Banco Econômico a outros credores prioritários. A dívida com o Banco Central, por exemplo, que é o principal credor, só vence em 2028. Os créditos devidos pelo Econômico somam R$ 14,88 bilhões, sendo que R$ 12,02 bilhões são relativos a credores com direito a receber antes do BNDES e do FGC. Os créditos das duas instituições são quirografários, ou seja, não possuem preferência na ordem de pagamento.

“O leilão, em parceria com o FGC, tem como objetivo possibilitar que o BNDES recupere valor importante de um crédito em processo de insolvência na nossa carteira há mais de 25 anos”, disse Laskowski. Segundo ele, a iniciativa é estratégica para a instituição, porque permitirá “consolidar a tecnologia financeira de monetização de carteiras de ativos problemáticos do nosso portfólio e, o que é mais significativo ainda, aplicar os recursos obtidos no fomento à atividade econômica no país”.

Intervenção

O Banco Econômico entrou em processo de intervenção em agosto de 1995, passando a liquidação extrajudicial em 1996, quando possuía R$ 401 milhões em dívidas relativas a repasses do Sistema BNDES e débitos com o extinto Fundo de Garantia dos Depósitos e Letras Imobiliárias (FGDLI), que foi sucedido em 1995 pelo FGC. Esse instrumento integra a rede de proteção do Sistema Financeiro Nacional (SFN). Posteriormente, esses créditos foram incorporados à massa liquidanda da instituição.


--Continua depois da publicidade--

A cessão de créditos inadimplentes é um instrumento bastante difundido no mercado bancário brasileiro, já tendo sido adotada inclusive por instituições públicas federais, informou o BNDES.

Mais informações podem ser obtidas na página do FGC.

Edição: Fernando Fraga

Gustavo Praiadohttps://www.cenariomt.com.br
Atualmente, trabalha na equipe do portal CenárioMT, produzindo conteúdo sobre economia, esportes e direitos da população brasileira, gosta de assistir séries, filmes de ação e de videogames. Editor também em conteúdos regionais, sempre atento as tendências que o internauta procura para ficar bem informado.

Redes sociais

107,341FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,040SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

TRISTEZA NA PEDREIRA
Bombeiros resgatam corpo de homem que se afogou em Lucas do Rio Verde
setembro 26, 2021
Lucas do Rio Verde
Corrida Setembro Amarelo é marcada pela alegria e boa participação dos luverdenses
setembro 26, 2021
LUTO
Caminhoneiro que residia em Lucas do Rio Verde é encontrado morto no interior do Paraná
setembro 26, 2021
Lucas do Rio Verde
PRIMEIRA DOSE - Luverdenses de 18 anos completos ou mais são convocados para vacinação contra a Covid-19
setembro 25, 2021