Perfil do Senado no Flickr completa dez anos com mais de 275 mil imagens

Equipe do Serviço de Fotografia do Senado Federal

0
Roque de Sá/Agência Senado

 

Com mais de 275 mil imagens já publicadas, o perfil do Senado Federal na rede social Flickr completou dez anos em 2020. São mais de 1.700 seguidores na plataforma de hospedagem e compartilhamento de fotografias e outras imagens. O perfil conta atualmente com um total de 71,6 milhões de visualizações. Em média, há 20 mil visualizações diárias.

As primeiras fotos publicadas datam do primeiro semestre de 2010 e mostram cenas da 1ª Marcha contra a Homofobia, de debates sobre o Estatuto da Igualdade Racial, de votações e discursos no Plenário, de crianças indígenas visitando o Parlamento, de manifestantes a favor da aprovação da futura Lei da Ficha Limpa, de audiência pública da Comissão de Direitos Humanos (CDH) sobre a reformulação da Funai e outras.

Com o passar do tempo, coleções de fotografias históricas foram adicionadas ao acervo, como imagens da época da ditadura militar, da Assembleia Nacional Constituinte, da aprovação da Constituição federal de 1988, da posse do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2003, dos caras-pintadas de 1992, do governo Fernando Henrique Cardoso, das manifestações de junho de 2013, da campanha das Diretas Já!, entre outras.

A conta do Senado no Flickr começou em 2010 como espaço para galerias de fotos temáticas e, em 2014, passou a ser usada como repositório diário da cobertura fotográfica das atividades legislativas e institucionais do Senado, ou seja, transformou-se no banco de imagens oficial da Casa.

— A plataforma passou a receber álbuns diários com as  fotografias da cobertura jornalística da agência de notícias do Senado. Com isso, gabinetes, assessorias de comunicação e qualquer cidadão passaram a ter acesso de forma gratuita e em alta resolução às fotografias do banco de imagens da Secretaria de Comunicação do Senado Federal — explica Leonardo Sá, chefe do Serviço de Fotografia (Sefoto).

As imagens são utilizadas por fotógrafos profissionais e por vários veículos de comunicação. Elas são replicadas em sites e redes sociais da imprensa como CNN Brasil, O Estado de S.Paulo, revista Época, Folha de S.Paulo, G1, O Globo e diversos outros veículos de todo o país, dos mais tradicionais aos pequenos jornais de cidades do interior.

Leonardo Sá cita como destaque a sessão de admissibilidade do impeachment de Dilma Rousseff, em 12 de maio de 2016, quando o Flickr do Senado teve mais de 521 mil visualizações em um único dia. Em agosto do mesmo ano, durante o processo de julgamento do impeachment, foram mais de 1,5 milhão de visualizações somente em uma semana, lembra.

Todas as fotografias publicadas pelo Senado no Flickr são gratuitas e têm licença livre para utilização, bastando que o devido crédito seja explicitado no formato ‘Nome do fotógrafo/Agência Senado’. O usuário pode ver a descrição da foto e o nome do fotógrafo acessando as informações que constam em cada fotografia publicada.

Em 2019, a equipe produziu 548 mil imagens, com 146 mil delas catalogadas no acervo histórico da Secretaria de Comunicação Social do Senado e 51 mil disponibilizadas no Flickr. A produção chegou a servir como base para uma tese de mestrado do servidor do Senado Tadeu Sposito na Universidade Federal de Goiás (UFG). O estudo mostrou que a reprodução do material alcança páginas de jornais e revistas e em portais da internet de todo o país e em várias partes do mundo.

Segundo Leonardo Sá, o Senado foi um dos primeiros órgãos da administração pública a usar a plataforma. Ele registra que “Palácio do Planalto, Conselho Nacional de Justiça, Agência Brasil, governos estaduais e boa parte dos ministérios vieram depois”.

— Claro que não é uma competição, nosso objetivo não é ter o maior número de seguidores ou a maior quantidade de fotos visualizadas. Fazemos comunicação pública, nosso foco é o interesse público, é encurtar a distância entre o trabalho dos parlamentares e o cidadão que os elegeu — acrescenta.

O Sefoto faz parte da Agência Senado e tem atuação voltada à produção jornalística sobre todas as atividades legislativas e institucionais, cujos registros fotográficos acompanham as matérias publicadas no portal Senado Notícias. Essas imagens, por sua vez, compõem o acervo fotográfico do site da Casa e abastecem o Flickr do Senado diariamente.

O Serviço de Fotografia tem como papel também a preservação da memória nacional, uma vez que por meio do registro dos acontecimentos no Parlamento são preservadas as decisões que marcam a vida do cidadão. São feitas coberturas fotojornalísticas também de atividades do Congresso Nacional e de comissões que envolvem senadores e deputados federais, como a Comissão Mista de Orçamento e CPIs mistas, além das manifestações populares nas redondezas da Praça dos Três Poderes e Esplanada dos Ministérios.

O banco de imagens do Senado também pode ser acessado diretamente no portal de notícias da Casa.

Leia também: Previsões para o horóscopo do dia de hoje (06/08/2020)


Amazonia 03 de Junho