29.5 C
Lucas do Rio Verde
quarta-feira, 24 fevereiro, 2021
Início Coluna do Fabiano de Abreu Os nossos cães vão sofrer com o fim da pandemia!

Os nossos cães vão sofrer com o fim da pandemia!

Os nossos animais são muito ligados a nós afetivamente e a nossa presença os deixam muito felizes, e para eles, quanto mais tempo ficamos em casa, melhor.
Por Fabiano de Abreu

Com a quarentena as famílias se isolaram em seus lares e, de um momento para o outro, os nossos cães e pets passaram a desfrutar da nossa companhia familiar 24h por dia.

Os nossos animais são muito ligados a nós afetivamente e a nossa presença os deixam muito felizes, e para eles, quanto mais tempo ficamos em casa, melhor.


--Continua depois da publicidade--

ATENÇÃO NUNCA É DEMAIS.

Com o fim do isolamento os nossos animais poderão começar a sofrer e sentir muito a nossa falta, pois eles já se habituaram com a nossa presença e a separação poderá ser muito custosa.

A volta à normalidade pode ser um fator que desencadeie uma síndrome de ansiedade da separação já que eles já estão acostumados com a vida em família, e estão adorando poder estar junto com todos os membros de uma só vez.

A ansiedade da separação é uma condição de pânico que podem despertar nos cães e gatos comportamentos destrutivos, como por exemplo, arranhar portas e janelas, latir ou uivar constantemente, urinar e defecar pela casa (mesmo em cães treinados), e, em alguns casos, pode despertar uma ação compulsiva de se machucarem sozinhos.

POR TODAS ESTAS RAZÕES DEVEMOS ESTAR ATENTOS ÀS MUDANÇAS COMPORTAMENTAIS DOS NOSSOS ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO E TENTAR MINIMIZAR AS CONSEQUÊNCIAS QUANDO FOR A HORA DA SEPARAÇÃO.

Todo este tempo partilhado com eles pode ter criado neles uma dependência excessiva e mesmo que nós humanos estejamos aflitos desejando que tudo volte rapidamente ao normal, os nossos cães com toda a certeza, não desejam o mesmo. Eles querem que fiquemos ainda mais tempo com eles.


--Continua depois da publicidade--

Quando tivermos que voltar efetivamente ao trabalho, o nosso animal pode não saber lidar com essa separação repentina e sentir muita tristeza.

Por conta disso, é imprescindível que voltemos a nossa atenção para eles no momento que tivermos que voltar ao trabalho. Devemos compensar a nossa ausência durante o dia, brincando, passeando, e dando muito carinho para eles quando retornarmos para casa.

Eles não entendem muito bem o que está acontecendo, mas dá para perceber o tanto que estão felizes com a nossa presença 24h por dia.

Sobre o autor do texto: Dr. Fabiano de Abreu
Registro e currí­culo como pesquisador: http://lattes.cnpq.br/1428461891222558

Facebook:https://www.facebook.com/FabianodeAbreuOficial/
Instagram:https://www.instagram.com/fabianodeabreuoficial/
Twitter:https://twitter.com/fabianodeabreur



- Publicidade -

Últimas no CenárioMT

Lucas do Rio Verde

CÃES NA PISTA
Animais soltos geram preocupação e prejuízos a moradores do Tessele Junior
fevereiro 24, 2021
CAUSA ANIMAL
Com indicações, vereadores pretendem tornar Lucas referência em atendimento a causa animal
fevereiro 24, 2021