34.2 C
Lucas do Rio Verde
segunda-feira, 26 outubro, 2020
Início CIDADANIA Pix encerra a 1ª semana com 24,8 milhões de chaves cadastradas; saiba...

Pix encerra a 1ª semana com 24,8 milhões de chaves cadastradas; saiba mais

Por CenárioMT

Especialistas avaliam que o número de cadastros no Pix é um grande sucesso

Muitos brasileiros já fizeram o cadastro das chaves Pix.  No primeiro dia, 5 de outubro, mais de 3,5 milhões de chaves foram cadastradas no Banco Central. Contudo, até os últimos dados divulgados, já foram cadastradas mais de 24,8 milhões de chaves.

Conforme já divulgado, cada pessoa física poderá possuir até 5 chaves por conta, já as pessoas jurídicas poderão ter até 20 chaves. Além disso, o registro poderá ser feito a qualquer momento que o correntista desejar, já que estes primeiros dias são somente para o cadastro.

Ademais, o Banco Central argumenta que não é obrigatório ter a chave, já que esta é somente para facilitar o dia a dia dos clientes. Gilmar Lima, economista sênior do BMG, entende que o cadastro de mais de 24.8 milhões somente na primeira semana demonstra que esta nova ferramenta foi bem recebida pelos brasileiros.

Pix encerra a 1ª semana com 24,8 milhões de chaves cadastradas; saiba mais

Pix encerra a 1ª semana com 24,8 milhões de chaves cadastradas

Mas, o que é a “chave pix”?  Ela nada mais é que uma identificação do usuário no sistema, pois tem como finalidade agilizar o processo de pagamento, transferência, necessitando de menos informações de quem receberá os recursos.

Nos dias atuais, para realizar um TED, você precisa de vários dados como, número da agência e da conta, CPF e nome do beneficiário. Com o Pix, haverá somente a solicitação do CPF ou CNPJ, número de celular, e-mail ou chave aleatória.

Alex Agostini, economista-chefe da Austin Rating, alega que a grande adesão demonstra que o brasileiro recebe muito bem a mudança tecnológica pelo fato de ter uma economia, população e sistema monetário jovem.

O economista-chefe da Austin Rating, Alex Agostini, concorda que o número de adesões parece ser um sucesso. Para ele, o brasileiro costuma receber bem as mudanças tecnológicas por ter uma população, economia e sistema monetário jovem.

Além disso, ele disse o seguinte sobre o Pix.

“A gente tem que entender essa mudança de comportamento da sociedade, não só da sociedade brasileira, como da sociedade global, que é exatamente essa relação com mobilidade digital, ou seja, os serviços via mobile”.

“Tem uma coisa em particular que o brasileiro consegue se adaptar muito rapidamente aos sistemas de tecnologia, questão do mobile principalmente, basta ver o que a gente tem de transferência por celular, por internet”.

Por fim, confira atualizações e novidade em breve. Até lá!



- Publicidade -

Últimas

Motorista é pego com dez celulares e caderno com anotações de golpes praticados em site de venda

Policiais militares do 4º BPM encaminharam à delegacia neste domingo (25.10) um homem por estelionato e porte de munição, no bairro José Carlos de...

BR-163/364 terá pavimento sustentável

Pavimento sustentável foi desenvolvido especialmente para atender às demandas da rodovia mato-grossense O pavimento sustentável desenvolvido especialmente para a BR-163/364, em Mato Grosso, começa a ser...

Ciclone pode causar tempestade e alagamento em vários pontos do país

Um ciclone com características subtropicais deve alterar as condições meteorológicas em vários pontos do país, provocando fortes chuvas e rajadas de vento. Em virtude...

Seduc abre inscrições para aulas presenciais do Pré-Enem Digital Gold

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) abriu inscrições para as aulas presenciais do projeto Pré-Enem Digital Gold, direcionado aos estudantes do 3º ano...