Sérgio Moro, símbolo anti-corrupção marca coletiva para explicar se deixa o governo ou não

0
Sérgio Moro - José Cruz/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro usou as redes sociais nesta sexta-feira, 24 e publicou um post que pode ser entendida como um recado para o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, que ameaçava deixar o cargo caso não possa indicar o substituto para a vaga de Valeixo.

No Twitter, Bolsonaro citou a Lei 13.047, de 2014, que reorganiza a carreira de policiais federais. O chefe do Executivo destacou o artigo da legislação que prevê que o cargo de diretor-geral da instituição é “nomeado pelo presidente da República”. A publicação acompanhava foto do decreto de exoneração de Valeixo com o trecho “EXONERAR, a pedido” destacado em amarelo.

VEJA

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, segundo aliados, vai anunciar sua demissão do cargo daqui a pouco em pronunciamento a jornalistas, marcado para as 11h.

Folha revelou em uma publicação, que Moro pediu demissão a Bolsonaro na manhã de ontem, quinta (23) quando foi informado pelo presidente da decisão de demitir Valeixo. O ministro avisou o presidente que não ficaria no governo com a saída do diretor-geral, escolhido por Moro para comandar a PF.

Vamos aguardar qual será sua decisão na coletiva marcado para às 11h.

Verdade ou Fake? Suposta saída de Moro do governo

Leia também: Previsões para o horóscopo do dia de hoje (07/08/2020)


Amazonia 03 de Junho