20.9 C
Lucas do Rio Verde
segunda-feira, 01 março, 2021
Início CENÁRIO POLÍTICO Governo de MT quer extinguir 6 autarquias e criar programa de demissão...

Governo de MT quer extinguir 6 autarquias e criar programa de demissão voluntária para servidores

Criação de programa de demissão voluntária deve viabilizar extinções, segundo o governo. Funções de instituições serão incorporadas pelas secretarias.
Por G1 MT

Com os projetos para extinguir seis autarquias, o governo Mauro Mendes (DEM) cogita a criação de um programa de demissão voluntária para os servidores que atuam nessas instituições. Os projetos para extinção das autarquias e de nove secretarias, entre outras medidas que visam cortar despesas, já estão sendo discutidos na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).

O Executivo pede aos deputados autorização para a extinção das seguintes entidades:


--Continua depois da publicidade--
  • Agência de Fomento de Mato Grosso (MT Fomento)
  • Central de Abastecimento (Ceasa)
  • Companhia Mato-grossense de Mineração (Metamat)
  • Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer)
  • Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI)
  • Agência de Desenvolvimento Metropolitano da Região do Vale do Rio Cuiabá (Agem)

Para viabilizar a extinção das entidades, o governo disse que poderá criar um programa de demissão voluntária. Além disso, os servidores de carreira dos órgãos desmembrados serão redistribuídos e remanejados para outros órgãos, por meio de decreto.

As extinções, conforme o governo, não acarretarão na perda dos serviços públicos, uma vez que as funções serão incorporadas pelas secretarias.

Também devem ser extintas as secretarias de Cidades, Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários, Planejamento, os gabinetes de Assuntos Estratégicos, Articulação e Desenvolvimento Regional, Transparência e Combate à Corrupção, Comunicação, e de Governo, além da Casa Militar.

A Casa Civil ficará responsável pela Comunicação, Governo, Articulação e Desenvolvimento Regional e Assuntos Estratégicos.


--Continua depois da publicidade--

A Controladoria Geral do Estado passa a responder também pelo Gabinete de Transparência e Combate à Corrupção, enquanto a Secretaria de Desenvolvimento Econômico responderá pela Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários.

As secretarias de Cidades e de Planejamento devem ser remanejadas para as secretarias de Infraestrutura e de Gestão, respectivamente.

O governo pretende criar o Gabinete de Gestão Estratégica do Governo, vinculado à Governadoria, para alinhar e integrar as políticas públicas prioritárias da administração.

Outros projetos

Além da extinção desses órgãos, o governo elaborou e entregou à Assembleia outros projetos que visam melhorar a arrecadação e cortar os gastos. Um deles é para a segunda etapa do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab), que deve garantir mais de R$ 500 milhões aos cofres públicos.

A redução de R$ 35 milhões no orçamento da ALMT e de R$ 17 milhões do Tribunal do Contas do Estado está entre as medidas.

O estado alega que tem R$ 2 bilhões de déficit e R$ 4 milhões em dívidas.



© CenárioMThttps://www.cenariomt.com.br
CenárioMT - Publicamos notícias diariamente no portal!
- Publicidade -

Últimas no CenárioMT

Lucas do Rio Verde

ATROPELAMENTO
Desentendimento por carne termina com homem atropelado em Lucas do Rio Verde
fevereiro 28, 2021
estado em Alerta
Lucas do Rio Verde registra mais uma morte de COVID-19 neste domingo e totaliza 88 óbitos
fevereiro 28, 2021