Reeducandos produzem máscaras e jalecos para servidores que atuam no combate ao coronavírus

Ação é realizada em parceria com a Prefeitura de Colniza, que também forneceu tecidos e máquina de costura para a confecção de uniformes dos recuperandos

0
Ateliê de costura da Cadeia Pública de Colniza - Foto por: Sistema Penitenciário

Os reeducandos da Cadeia Pública de Colniza (1.065 km ao Norte de Cuiabá) estão produzindo máscaras e jalecos descartáveis para os servidores públicos que estão na linha de frente de combate ao coronavírus (Covid-19). A iniciativa foi viabilizada em parceria com as Secretarias Municipais de Saúde e de Assistência Social.

A produção é destinada à equipe do Hospital Municipal, à Secretaria Municipal de Assistência Social no atendimento a famílias em situação de risco e vulnerabilidade social e para a própria unidade penal. O trabalho foi executado por quatro recuperandos que, a cada dia, apresentam melhor qualidade de costura.

Em função do resultado positivo, recentemente a direção da Cadeia Pública estabeleceu uma nova parceria com a Secretaria de Assistência Social, com o objetivo de os recuperandos confeccionarem os próprios uniformes. A parceria foi concretizada com a doação de tecidos e linhas pela Prefeitura de Colniza e a cessão de uma máquina de costura. Com isso, os reeducandos já iniciaram a confecção dos uniformes.

O ateliê destinado ao corte e costura surgiu com a necessidade inicial de confecção de máscaras de tecido para proteção do coronavírus, mas aos poucos a unidade implementa novas atividades. Isso porque os recuperandos têm apresentado interesse e habilidades manuais para entregarem material de qualidade e que contribuem com a sociedade.

Leia também: Resultado das loterias de hoje (30/09/2020)


Amazonia 03 de Junho