18 C
Lucas do Rio Verde
quinta-feira, 29 julho, 2021
InícioCENÁRIO POLÍTICOGOV-MTProjeto homenageia o artista João Luiz do Couto e sua relação com...

Projeto homenageia o artista João Luiz do Couto e sua relação com o rio Araguaia

Contemplado no edital Conexão Mestres da Cultura, da Secel, o projeto lança um documentário, livro e exposição fotográfica
Por CenárioMT

Na quinta-feira (22.07), às 19h, será lançado o documentário “Narradores do Araguaia – Lendas”. O evento ocorre no espaço Cultural Valdon Varjão, em Barra do Garças. Também serão lançados o livro e a exposição de fotografias “O rio e sua gente”. As três produções integram o projeto “João Luiz do Couto e os narradores do Araguaia” contemplado no edital Conexão Mestres da Cultura – “Marília Beatriz de Figueiredo Leite”, realizado pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT).

O projeto, proposto pela Associação Cultural Ciranda, homenageia o escritor, ator e diretor João Luiz do Couto. Mato-grossense natural de São Felix do Araguaia, Couto viveu grande parte da vida adulta em São Paulo. Em 2014, saiu em busca de autoconhecimento. Foram quatro meses percorrendo o rio Araguaia, da nascente até a foz, na intenção de conhecer sua ancestralidade, conectar com suas raízes e aumentar seu repertório artístico sobre contos e lendas da região.


--Continua depois da publicidade--

João Luiz do Couto fala sobre a inquietação e desejo de aprofundar-se nas histórias e cultura local. “Lembro da vontade de conhecer melhor minhas raízes, então decidi me jogar de cabeça nessa idéia. Foi ai que convidei a fotógrafa Sheila Signário, que na hora topou, mesmo sabendo que não teríamos muita estrutura para a viagem. Eu não tinha muitos recursos, tinha apenas meu carro, alguns livros e minha arte em contação de histórias, e assim fomos, na cara, na coragem e na vontade de desvendar o rio Araguaia”.

As imagens são de Sheila Signário, que registrou todo o percurso e as comunidades que vivem às margens do Araguaia. Ela fala sobre a experiência e o que encontrou na viagem. “O projeto consistia na pesquisa sobre as histórias de seres encantados que habitam o rio Araguaia. Pude vivenciar e registrar tantas pessoas, histórias. Tive a oportunidade de ouvir sobre os seres encantados. Vimos tanta beleza que nossos olhos não deram conta de enxergar. O livro e a exposição contêm um pouco do que vivemos nessa linda jornada”, diz Sheila.

A edição e finalização do documentário ficaram por conta de Jessica Ayara. O documentário mostra a relação das pessoas com o rio Araguaia, o porquê de elas viverem ali, histórias e lendas. O livro, além das fotografias, traz um conto e um poema escritos por João Luiz do Couto. “A Aventura do Zé Mosquito e a Boiuna”, resultado dos contos que ele ouviu durante a viagem, e “Água Emendada”, poema que mostra uma certa intimidade conflituosa e busca por conhecimento.

 


--Continua depois da publicidade--
© CenárioMThttps://www.cenariomt.com.br
CenárioMT - Publicamos notícias diariamente no portal!
- Publicidade -

Lucas do Rio Verde

VACINAÇÃO CONTRA COVID-19
“Vão ter que esclarecer no MP”, diz secretária sobre pessoas que tomaram dose extra de vacina em Lucas
julho 29, 2021
SAÚDE
Lucas do Rio Verde volta registrar óbito em decorrência da Covid-19
julho 29, 2021