21.6 C
Lucas do Rio Verde
terça-feira, 24 novembro, 2020
Início CENÁRIO POLÍTICO GOV-MT Escolas estaduais são beneficiadas com Programa de Eficiência Energética

Escolas estaduais são beneficiadas com Programa de Eficiência Energética

O programa será executado sem custos para a Seduc, pois os recursos, no valor total de R$ 1,225 milhão, são oriundos de uma chamada pública de projetos da Energisa
Por CenárioMT

Quatro escolas da rede estadual de ensino foram contempladas com o Programa de Eficiência Energética (PEE) da empresa Energisa, distribuidora de energia de Mato Grosso. O programa prevê a troca de lâmpadas e a instalação de placas de energia solar (sistema fotovoltaico) e será executado sem custos para a Seduc, pois os recursos, no valor total de R$ 1,225 milhão, são oriundos de uma chamada pública de projetos da Energisa.

As escolas contempladas são a Adalgisa de Barros, de Várzea Grande, Professor Heliodoro Capistrano da Silva, Presidente Médici e Centro de Educação de Jovens e Adultos (Ceja) Antônio Cesário de Figueiredo Neto, de Cuiabá. O critério para a escolha das escolas foi as que têm o maior consumo de energia.

A troca de equipamentos nessas escolas vão proporcionar o consumo mais eficiente e, consequentemente, economia nos custos com energia elétrica das escolas. A previsão é que seja reduzido em até 40% o consumo de energia a partir dessa ação.

Conforme destacou a secretária de Estado de Educação, Marioneide Kliemaschewsk, o gasto mensal com energia elétrica nas escolas estaduais é muito alto e essa é uma grande oportunidade para melhorar as condições da rede elétrica e também gerar economia ao Estado”.

“Ter essas escolas contempladas nesse programa é um grande sonho, pois a Seduc já vem buscando reduzir os custos com os serviços de energia elétrica. O sonho era dar essas mesmas condições a todas as nossas escolas, mas ainda não é possível. Estamos plantando uma sementinha, que vamos regar para ela germinar e dar bons frutos, ou seja, estamos apenas iniciando essa parceria e em breve teremos muito mais escolas beneficiadas”, disse a secretária.

Segundo o secretário adjunto executivo da Seduc, Alan Porto, a empresa que vai executar os serviços já foi contratada e já foi dada a ordem de serviço para a substituição das lâmpadas nas escolas e logo serão instaladas as placas fotovoltaicas. “Esse é um programa de muita importância, pois além das benfeitorias nas unidades escolares, trabalha a questão de conscientização com a geração de uma energia limpa e renovável, além da cultura da economia”, destacou.

O trabalho de eficiência energética é regulamentado por regras específicas estabelecidas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A legislação federal sobre energia elétrica e Resolução Normativa da Anel exige das concessionárias, permissionárias e autorizadas do setor de energia elétrica a aplicação de parcela da sua receita na realização de atividades de pesquisa e desenvolvimento tecnológico do setor elétrico, bem como em ações de eficiência no uso final da energia elétrica.

O representante da Energisa Alex Fabiano informou que, além das quatro escolas contempladas, outras duas unidades, que estavam no cadastro de reserva, também foram selecionadas para o programa. As escolas são a Irene Gomes de Campos, de Várzea Grande, e a Liceu Cuiabano Maria de Arruda Muller, de Cuiabá. “Estamos unindo esforços para gerar um pouco de transformação nessas escolas”.

Após a instalação da iluminação e do sistema fotovoltaico haverá o acompanhamento por um ano para garantir que a economia de energia seja feita.

A empresa Ecosol Energia Solar e Tecnologia foi quem elaborou os projetos. “Queremos fazer muitas melhorias no Estado e contemplar outras escolas”, disse Leonardo Galvão, representante da empresa Ecosol.

Elina Padilha Fernandes, diretora da EE Presidente Médici, destacou que a unidade escolar possui uma estrutura física muito grande e, consequentemente, o custo com energia é muito alto e exige uma manutenção constante. “Estamos muito felizes e agradecidos por sermos contemplados com esse programa”.

O diretor Lucimberg Camargo, do Ceja Antônio Cesário Neto, lembrou que os alunos da unidade de ensino são trabalhadores que passam o dia todo no serviço e é importante que à noite, quando vão para escola, estudem em um ambiente bem iluminado e climatizado, com conforto. “Com certeza isso vai impactar na melhoria dos processos de aprendizagem desses alunos”, observou.

“A Adalgisa é uma escola muito antiga, com mais de 50 anos de existência, e que atende 1.400 alunos. Há anos enfrentamos problemas com a parte elétrica e ser beneficiado com esse projeto é uma alegria muito grande para toda a comunidade”, ressaltou Ricardo Luiz de Moura, coordenador da EE Adalgisa de Barros.

“Esse projeto vai viabilizar uma melhora muito grande para nossa escola. Toda a comunidade está grata por essa melhoria”, disse Hedinilson Luiz Gonçalves, diretor da EE Heliodoro Capistrano da Silva.



© CenárioMThttps://www.cenariomt.com.br
CenárioMT - Publicamos notícias diariamente no portal!
- Publicidade -

Últimas

Produtores de Sorriso inovam e passam a usar ração de mandioca na criação das aves

Sabe aquele frango caipira, preparado com todo carinho? Então, em Sorriso o cuidado com esse frango inicia bem antes do momento de temperar, marinar,...

Prefeitura de Sorriso alerta para golpe com arrecadação de alimentos e recursos financeiros

A Administração Municipal alerta os moradores para que fiquem atentos a criminosos que têm aproveitado a pandemia da Covid-19 para aplicar golpes com a...

Matrículas na rede municipal de ensino de Sinop seguem até janeiro de 2021

A Prefeitura de Sinop, por meio da Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Cultura (S.M.E.E.C), informa que encontram-se abertas até janeiro de 2021, as...

Sinop busca organização coletiva para desenvolver setor do turismo de forma integrada

Inserida no Portal do Agronegócio, classificação dada pelo Ministério do Turismo, Sinop participou, ontem, quarta-feira, 18, de uma consultoria oferecida pelo Serviço Brasileiro de...
Publicidade
x