24.5 C
Lucas do Rio Verde
terça-feira, 21 setembro, 2021
InícioCENÁRIO POLÍTICODIRETO DE BRASÍLIAVai a Plenário exigência de estudo e audiência para redução de unidade...

Vai a Plenário exigência de estudo e audiência para redução de unidade de conservação

O presidente da CMA, Jaques Wagner, relatou o projeto
Por CenárioMT com inf. Agência Senado

A Comissão de Meio Ambiente (CMA) aprovou, nesta quarta-feira (18), parecer favorável ao PLS 5.174/2019, que exige a realização prévia de estudos técnicos e de consultas públicas para a redução de unidades de conservação (UCs). 

Foram oito votos a favor e dois contrários. Como a proposta foi aprovada em decisão terminativa, segue agora para a análise da Câmara dos Deputados, exceto se houver recurso para sua apreciação pelo Plenário.


--Continua depois da publicidade--

De acordo com o autor, senador Confúcio Moura (MDB-RO), a Lei 9.985/2000, que instituiu o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC), prevê a necessidade de estudos técnicos e consulta pública apenas para a criação de unidades, mas nada diz quando se trata da supressão, redução ou recategorização destes espaços.

“A correspondência entre ambos é necessária. Por que se exigir estudos e consulta pública para a criação de uma UC, mas não o fazer para a redução, a desafetação ou a recategorização desses espaços? Qual a justificativa técnica para essa discrepância? Não deveriam esses procedimentos, que costumam resultar em perda da proteção da biodiversidade, ser também avalizados pelo lastro técnico e pela sabedoria popular?”, indaga Confúcio na justificativa da proposição.

Voto favorável

O voto do relator, senador Jaques Wagner (PT-BA), foi pela aprovação do texto. Segundo ele, há outros projetos de lei tratando da redução de unidades de conservação, mas não apresentam estudos técnicos nem consultas públicas às populações locais e a outras partes interessadas.

“Não se saberia, nesses casos, nem ao menos qual seria o custo da alteração pretendida, muito menos se a alteração pretendida contribui com a conservação da biodiversidade. Isso pode configurar grave insegurança jurídica e até mesmo violação das regras de responsabilidade fiscal”, avaliou o relator, que também preside a CMA.


--Continua depois da publicidade--

Crimes Ambientais

Outro projeto de lei na pauta desta quarta-feira (18) da CMA era o PL 6.019/2019, do senador Wellington Fagundes (PL-MT), para incluir na Lei de Crimes Ambientais (Lei 9.605, de 1998) causa de extinção de punibilidade para o crime de poluição. 

O relator, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), elaborou voto pela rejeição da proposta. Mas, no fim da reunião, os parlamentares aprovaram requerimento para a realização de uma audiência pública para tratar do assunto, antes da votação. O pedido partiu do próprio Wellington. 

Redes sociais

107,336FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,038SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

LOGÍSTICA
Mendes crê em concorrência de modais para beneficiar setor produtivo regional
setembro 20, 2021
ferrovia em Lucas
Em Lucas Mauro Mendes assina contrato para construção da 1ª Ferrovia Estadual; Acompanhe ao vivo
setembro 20, 2021
Lucas do Rio Verde
Covid-19: Confira quem está sendo vacinado em Lucas do Rio Verde nesta semana
setembro 20, 2021
PRIMEIRA DOSE
Luverdenses de 19 anos completos ou mais são convocados para vacinação contra a Covid-19
setembro 20, 2021