19.2 C
Lucas do Rio Verde
sexta-feira, 14 maio, 2021
InícioCENÁRIO POLÍTICODIRETO DE BRASÍLIASenado recebe iluminação amarela em apoio ao mês de segurança no trânsito

Senado recebe iluminação amarela em apoio ao mês de segurança no trânsito

Congresso Nacional iluminado para divulgar o Maio Amarelo, em 2018
Por CenárioMT com inf. Agência Senado

A cúpula e o edifício principal do Senado serão iluminados de amarelo a partir da noite desta sexta-feira (30 de abril) até 7 de maio, em alusão ao mês de segurança no trânsito.

O pedido, aprovado pela Primeira-Secretaria do Senado, é do Ministério da Saúde e do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF), em apoio ao movimento internacional Maio Amarelo, cujo tema para 2021 é “Respeito e responsabilidade: pratique no trânsito”.


--Continua depois da publicidade--

Instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2011, o movimento internacional Maio Amarelo visa chamar a atenção para o alto número de mortos e feridos no trânsito em todo o mundo. Além do Senado, outros edifícios e monumentos da capital, como a Esplanada dos Ministérios, a Catedral de Brasília, o Palácio do Buriti e a Caixa D’Água da Ceilândia, entre outros, também receberão iluminação especial.

Segundo o diretor-geral do DER-DF, Fauzi Nacfur, a cor amarela representa a atenção no trânsito, e o símbolo do movimento é um laço amarelo, que remete à preservação da vida.

— O intuito é despertar na sociedade a reflexão e o debate sobre as boas práticas de segurança no trânsito e reforçar a cultura e o respeito ao Código de Trânsito Brasileiro, o que tem sido uma marca na capital federal e referência para todo o Brasil — afirma.

Mortes em acidentes

A Assembleia-Geral das Nações Unidas editou, em março de 2010, uma resolução definindo o período de 2011 a 2020 como a Década de Ações para a Segurança no Trânsito. O documento foi elaborado com base em um estudo da OMS (Organização Mundial da Saúde) que contabilizou, em 2009, cerca de 1,3 milhão de mortes por acidentes em 178 países. Aproximadamente 50 milhões de pessoas sobreviveram com sequelas. Se nada for feito, a OMS estima que, em 2030, o número de mortos no trânsito poderá chegar a 2,4 milhões. 


--Continua depois da publicidade--

São 3 mil vidas perdidas por dia nas estradas e ruas, ou a nona maior causa de mortes no mundo. Os acidentes de trânsito são o primeiro responsável por mortes na faixa de 15 a 29 anos de idade; o segundo, na faixa de 5 a 14 anos; e o terceiro, na faixa de 30 a 44 anos. Atualmente, esses acidentes já representam um custo de US$ 518 bilhões por ano, ou um percentual entre 1% e 3% do PIB (produto interno bruto) mundial. 

Com informações do site oficial do Movimento Maio Amarelo, da ONU.


- Publicidade -

Últimas no CenárioMT

Lucas do Rio Verde

FERIADO MUNICIPAL
Missa na Igreja Matriz celebra Dia da Padroeira de Lucas do Rio Verde
maio 13, 2021
Geral
Rota do Oeste oferece sete vagas para contratação imediata em Lucas do Rio Verde
maio 12, 2021