30.7 C
Lucas do Rio Verde
quinta-feira, 05 agosto, 2021
InícioCENÁRIO POLÍTICODIRETO DE BRASÍLIASenado pode derrubar portaria que limita emendas para combater covid-19

Senado pode derrubar portaria que limita emendas para combater covid-19

Senadores devem deliberar nesta terça-feira (13) sobre portaria do Ministério da Saúde que impediria o repasse de pelo menos R$ 600 milhões aos estados e municípios para o enfrentamento à pandemia
Por CenárioMT com inf. Agência Senado

O Plenário pode derrubar na terça-feira (13) trecho de uma portaria do Ministério da Saúde que limita o valor de emendas parlamentares destinadas ao enfrentamento da pandemia de covid-19. O Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 292/2021 foi aprovado pela Câmara dos Deputados e tem como relator o senador Eduardo Braga (MDB-AM).

A Portaria 1.263, de 2021, foi editada em junho. De acordo com o texto, o Ministério da Saúde deve informar “os valores máximos a serem adicionados temporariamente às transferências federais” para estados, Distrito Federal e municípios. Segundo a norma, os valores não podem ultrapassar um doze avos das transferências realizadas pelo Fundo Nacional de Saúde no ano passado para cada ente federativo.


--Continua depois da publicidade--

Segundo o autor do PDL 292/2021, deputado Lucas Vergilio (Solidariedade-GO), o “teto” imposto pela portaria “pode inviabilizar mais de R$ 600 milhões destinados pelos parlamentares para salvar vidas”. O projeto acaba com essa restrição.

Eleições

O Senado pode analisar outras três matérias que alteram a legislação eleitoral. O Projeto de Lei (PL) 5.613/2020 estabelece normas para prevenir, punir e combater a violência política contra a mulher. O texto veda a propaganda que deprecie a condição da mulher ou estimule a discriminação. A matéria prevê o crime de assédio a candidata e determina a proporção entre homens e mulheres em debates nas eleições proporcionais. A relatora é a senadora Daniella Ribeiro (PP-PB).

Os senadores podem votar ainda o PL 783/2021, do senador Carlos Fávaro (PSD-MT). O texto define critérios para distribuição de sobras eleitorais em eleições proporcionais. Pela proposição, só podem participar da distribuição de vagas não preenchidas partidos que alcancem a cláusula de desempenho imposta pela Emenda Constitucional 97, de 2017. O relator é o senador Vanderlan Cardoso (PSD-GO).

O Plenário também pode deliberar sobre o PL 1.086/2021, do senador Ciro Nogueira (PP-PI). O texto modifica o percentual de preenchimento mínimo de vagas para candidaturas aos cargos proporcionais em todas as esferas eleitorais. O relator é o senador Antonio Anastasia (PSD-MG).


--Continua depois da publicidade--

Lucas do Rio Verde

AGENDA OFICIAL
Escola Tiradentes será inaugurada nesta sexta-feira durante visita do governador Mauro Mendes
agosto 05, 2021
Geral
Entrega de motobombas às comunidades é uma das comemorações de aniversário de Lucas do Rio Verde
agosto 05, 2021
CELEBRAÇÕES
Com corte simbólico de bolo, Lucas do Rio Verde celebra 33 anos
agosto 05, 2021
GOLEOU
Taça Brasil: Grupo Santos sai atrás do marcador, vira e garante vaga na semifinal
agosto 05, 2021