23.6 C
Lucas do Rio Verde
quinta-feira, 03 dezembro, 2020
Início CENÁRIO POLÍTICO DIRETO DE BRASÍLIA Parlamentares lamentam morte do senador Arolde de Oliveira

Parlamentares lamentam morte do senador Arolde de Oliveira

Senador pelo Rio de Janeiro, Arolde de Oliveira faleceu na noite desta quarta-feira (21), em decorrência de complicações da covid-19
Por CenárioMT com inf. Agência Senado

Vários senadores foram ao Twitter lamentar a morte do senador Arolde de Oliveira (PSD-RJ), ocorrida na noite desta quarta-feira (21) em decorrência de complicações da covid-19. Arolde tinha 83 anos, era empresário e tinha uma extensa carreira política. Depois de nove mandatos como deputado federal, ele chegou ao Senado nas eleições de 2018.

Carlos Fávaro (PSD-MT) manifestou seus “profundos sentimentos” pela perda do colega. “Mais que a saudade, fica sua grande trajetória e legado”, registrou o senador. Zenaide Maia (Pros-RN) disse que recebeu com tristeza a notícia do falecimento do colega. “Meus sentimentos à família e aos amigos. Que Deus conforte a todos”, declarou.

Roberto Rocha (PSDB-MA) disse que soube “com muita tristeza” do falecimento de Arolde, a quem chamou de colega e amigo. “Rogo a Deus que dê a ele o descanso merecido em Seu Reino”, pediu. Daniella Ribeiro (PP-PB) manifestou seus sentimentos à família e aos amigos de Arolde com “profunda tristeza”. Ela definiu o colega como “um grande homem que deixa um belo trabalho prestado ao nosso país e deixa saudade”.

Para Flávio Arns (Podemos-PR), Arolde “deixa um legado importante na vida política brasileira”. Plínio Valério (PSDB-AM) pediu a Deus o conforto para a família do senador. “Sentiremos sua falta, senador Arolde. Descanse em paz”, registrou Plínio. Fabiano Contarato (Rede-ES) pediu “que o senador Arolde de Oliveira seja acolhido por Deus e que sua família seja confortada neste momento de dor. Contarato disse que vai guardar “boas recordações da convivência no Senado Federal”.

Rogério Carvalho (PT-SE) também manifestou solidariedade à família de Arolde. Ele disse que “neste momento, não há palavras para expressar o pesar, porque assim como as 155 mil famílias que sofrem as vidas queridas perdidas, sentimos profunda tristeza pela situação”. Alvaro Dias (Podemos-PR) lamentou perder “mais um amigo para a covid-19” e manifestou apoio aos amigos e familiares.

Jorge Kajuru (Cidadania-GO) se disse triste por Deus ter convocado Arolde e afirmou que “o colega era educado, me tratava muito bem”. Ele ainda desejou força à família. Jean Paulo Prates (PT-RN) disse que notícia do falecimento do colega é “triste demais” e desejou que Arolde “fique na paz de Deus e que sua família e amigos recebam nossos protestos de consternação e luto”.

Segundo Antonio Anastasia (PSD-MG), Arolde deixa um legado de trabalho e compromisso com o progresso do nosso país. “A todos os seus familiares e amigos e à população do Rio os meus sentimentos e abraço fraternal”, acrescentou Anastasia. Para Luiz Carlos Heinze (PP-RS), Arolde era “um homem íntegro e com princípios” que vai fazer falta. Heinze disse que o dia termina triste e manifestou seus sentimentos aos colegas de trabalho e familiares de Arolde.

Ney Suassuna (Republicanos-PB) também lamentou a morte do senador pelo Rio de Janeiro. Para ele, “perdem a política, o estado do Rio de Janeiro e o país, com a morte do senador Arolde, que foi um grande homem público”. Esperidião Amin (PP-SC) manifestou “pesar e consternação” com a notícia e desejou conforto aos familiares e amigos do parlamentar.

Os senadores Angelo Coronel (PSD-BA) e Nelsinho Trad (PSD-MS), colegas de partido de Arolde, expressaram tristeza e registraram a convivência alegre com o senador carioca. Wellington Fagundes (PL-MT) afirmou que a morte de Arolde de Oliveira é uma “grande perda”, pois o senador era um lutador “incansável” pelo seu estado.

Simone Tebet (MDB-MS) destacou que Arolde tinha sempre “um sorriso e uma doçura no olhar” e inspirava os colegas mais jovens a praticarem a política como ferramenta para melhorar o país. Para Eduardo Gomes (MDB-TO), Arolde foi um grande colega de Congresso Nacional, “um homem preparado, religioso, um conselheiro, um verdadeiro amigo, que vai deixar muita saudade”

Kátia Abreu (PP-TO) manifestou tristeza com a notícia e pediu “que Deus conforte o coração e dê forças à família neste momento de dor”. Para Dario Berger (MDB-SC), o Parlamento brasileiro perde uma grande personalidade. “Que Deus conforte a família e amigos neste momento difícil”, pediu o senador. Rose de Freitas (Podemos-ES) registrou que recebia a notícia “com muita tristeza” e desejou toda força à família e aos amigos.

O senador Styvenson Valentim (Podemos-RN) escreveu na rede social que Arolde “será sempre lembrado pelas suas falas e gestos conciliadores, fruto da experiência nos seus nove mandatos na Câmara dos Deputados. Meus sentimentos aos familiares e as 155 mil vítimas do vírus”.

Para Ciro Nogueira (PP-PI), “o Senado perde um homem íntegro e dedicado”. Ele se solidarizou com familiares e amigos “neste momento de dor” e pediu “a Deus que conforte a todos”.



- Publicidade -

Últimas

Gás de cozinha sofre novo reajuste e custará 5% a mais

A Petrobras informou que elevará em 5% o preço médio do GLP, também conhecido como gás de cozinha, a partir desta quinta-feira (3). Os...

Pix tem 100 milhões de chaves registradas

O sistema de pagamento instantâneo Pix atingiu a marca das 100 milhões de chaves hoje (3), conforme informação do Banco Central. A chave, previamente...

Flamengo e Athletico-PR abrem vantagem na Copa do Brasil Sub-17

Rubro-Negros em vantagem na Copa do Brasil Sub-17! Pelo jogo de ida das oitavas de final, o Flamengo goleou o Maranhão por 8 a...

Atlético-MG bate o Internacional e assume a ponta do Brasileiro Sub-20

Cinco jogos movimentaram a 16ª rodada do Brasileiro Sub-20, na tarde desta quinta-feira (3). Destaque para a vitória do Atlético-MG por 2 a 1...
Publicidade
x