23.4 C
Lucas do Rio Verde
segunda-feira, 16 maio, 2022
Publicidade
InícioCENÁRIO POLÍTICOLira diz que Câmara fez sua parte aprovando projeto que torna fixo...

Lira diz que Câmara fez sua parte aprovando projeto que torna fixo ICMS de combustíveis

Mesmo com resistências de governadores a proposta foi aprovada no ano passado pelos deputados, mas o Senado não votou o texto
Redaçao CenarioMT com inf. Ag. Câmara

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), criticou neste domingo (16) governadores que cobraram soluções do Congresso Nacional para segurar a alta do preço dos combustíveis. Ele lembrou que a Câmara aprovou, no ano passado, um projeto que estabelece valor fixo para a cobrança de ICMS sobre combustíveis (Projeto de Lei Complementar 11/20).

Na prática, a proposta torna o imposto invariável frente a reajustes do preço do combustível na refinaria ou a mudanças do câmbio.


--Continua depois da publicidade--

Atualmente, o ICMS incidente sobre os combustíveis é devido por substituição tributária para frente (as distribuidoras pagam o tributo dos postos); e a base de cálculo é estimada a partir dos preços médios ponderados ao consumidor final, apurados quinzenalmente pelos governos estaduais. As alíquotas de ICMS para gasolina, por exemplo, variam entre 25% e 34%, de acordo com o estado.

Por meio de suas redes sociais, Lira disse que, na época, muitos consideraram a proposta “intervencionista e eleitoreira”. “Agora, no início de um ano eleitoral, governadores, com Wellington Dias [governador do Piauí] à frente, cobram soluções do Congresso. Com os cofres dos estados abarrotados de tanta arrecadação e mirando em outubro, decidiram que é hora de reduzir o preço”, tuitou o presidente da Câmara.

“Podiam ter pressionado ainda ano passado. Por isso, lembro aqui a resistência dos governadores em reduzir o ICMS na ocasião. Registro também que fizemos nossa parte. Cobranças, dirijam-se ao Senado”, disse Arthur. Aprovado pela Câmara em outubro o projeto ainda não foi votado no Senado.

Na última sexta-feira (14), os secretários estaduais da Fazenda decidiram descongelar o valor do ICMS cobrado nas vendas dos combustíveis. O imposto estava congelado desde novembro.


--Continua depois da publicidade--

Publicidade


Publicidade

Lucas do Rio Verde

RESPONSABILIDADE NO TRÂNSITO
Prefeitura de Lucas do Rio Verde divulga sequência de ações programadas para o Maio Amarelo
maio 16, 2022
JETON DE PRESENÇA
Câmara reprova projeto que criava remuneração a membros de comissão e conselhos do Previlucas
maio 16, 2022
Lucas do Rio Verde
Assistência Social e Senac concluem mais quatro capacitações para população luverdenses
maio 16, 2022
ACIDENTE NO TRÂNSITO
Jovem morre após grave acidente em Lucas do Rio Verde
maio 16, 2022