39.7 C
Lucas do Rio Verde
quarta-feira, 22 setembro, 2021
InícioCENÁRIO POLÍTICODIRETO DE BRASÍLIAGirão afirma que cabe exclusivamente ao Congresso decidir sobre o voto impresso

Girão afirma que cabe exclusivamente ao Congresso decidir sobre o voto impresso

Por CenárioMT com inf. Agência Senado

Em pronunciamento nesta terça-feira (10), o senador Eduardo Girão (Podemos-CE) defendeu a competência do Congresso Nacional de analisar a PEC 135/2019, que institui o voto impresso nas eleições do país. O Plenário da Câmara dos Deputados deve votar nesta terça a proposta.

Na opinião dele, o debate em torno da questão é legítimo, uma vez que a eventual adoção do voto auditável dará mais transparência ao processo eleitoral brasileiro. No entanto, qualquer decisão em torno da matéria cabe exclusivamente aos deputados federais e senadores, não podendo nem o Executivo nem o Judiciário interferir nessa questão, ponderou Eduardo Girão.


--Continua depois da publicidade--

Nesse sentido, ele criticou a postura do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, que, segundo o senador, ao se reunir com parlamentares e lideranças partidárias, tentou dissuadi-los da adoção do voto impresso.

— Isso também não é correto. Cada um tem de saber o seu papel, o seu limite. Não é lugar para militante nenhum ficar interferindo, querer legislar, como a gente vê o ativismo judicial crescente no Brasil. Então, é muito importante que cada um, de forma responsável, pacífica, ordeira e respeitosa tome consciência do seu papel. Ninguém é semideus de querer extrapolar suas competência. E é o momento que a gente precisa “baixar a bola”, todos nós, e estabelecer a pacificação no país, defendeu.

Na opinião do senador, todo esse cenário de um poder tentar interferir na atribuição de outro — no caso, do Judiciário em relação ao Legislativo — ocorre porque o Senado até hoje não assumiu o seu papel constitucional de analisar os pedidos de impeachment de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Segundo ele, mesmo com a mobilização da sociedade, com mais de 3 milhões de assinaturas, o pedido em relação a um dos ministros do STF está engavetado.


--Continua depois da publicidade--

— O Senado tinha que fazer isso, tinha que analisar, dar uma resposta à sociedade. E [tinha que fazer] uma CPI também. Mas é aquele jogo entre poderes, um protegendo o outro, por causa do famigerado foro privilegiado, que é a trava da corrupção, que não deixa esse sistema andar e que propicia a impunidade. Mas a hora vai chegar. Está na mesa do presidente da Câmara dos Deputados o fim do foro privilegiado já votado, por incrível que pareça, pelo Senado Federal. Na hora que esse dispositivo cair — poucos países o adotam — a gente vai ter a justiça para todos, disse.

Redes sociais

107,337FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,036SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

Lucas do Rio Verde
Equipe de karatê de Lucas do Rio Verde conquista segunda colocação em competição nacional
setembro 22, 2021
TOP 4 NACIONAL
Cercado de expectativa, Show Safra 2022 é lançado em Lucas do Rio Verde
setembro 22, 2021
PROCURA-SE
Adolescente residente em Lucas do Rio Verde segue desaparecida: menor que ‘foi localizada’ também havia saído de casa
setembro 22, 2021
FIQUE ATENTO
Prova pra seleção de conciliador da Justiça de Lucas do Rio Verde será no domingo (26)
setembro 22, 2021