29.2 C
Lucas do Rio Verde
domingo, 05 dezembro, 2021
InícioCENÁRIO AGRODecisão sobre portaria de ferrovias vai a votação na quinta-feira

Decisão sobre portaria de ferrovias vai a votação na quinta-feira

O senador Jean Paul Prates é o autor do projeto de decreto legislativo (PDL) que torna sem efeito uma portaria do Ministério da Infraestrutura sobre exploração de ferrovias
Por CenárioMT com inf. Agência Senado

O Plenário do Senado adiou para quinta-feira (28) a votação do PDL 826/2021, projeto de decreto legislativo que torna sem efeito uma portaria do Ministério da Infraestrutura sobre exploração de ferrovias. O adiamento foi solicitado pela liderança do governo no Senado, para que o ministério faça ajustes na portaria que permitam que ela seja mantida.

Essa portaria regulamenta a medida provisória com o novo marco legal de exploração de ferrovias (MP 1.065/2021). Vários senadores criticaram essa medida provisória, por tratar do mesmo tema abordado em proposta que o Senado já estava em vias de aprovar. O prazo de validade dessa MP vence na quinta-feira, mas ainda pode ser prorrogado por mais 60 dias — a decisão cabe ao presidente do Senado e do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco.


--Continua depois da publicidade--

Por meio da portaria, o Ministério da Infraestrutura determinou como será o processo de desempate quando houver mais de um requerimento de autorização ferroviária para a mesma área e não for possível a realização conjunta dos empreendimentos: nesses casos, será priorizada “a outorga de autorização de acordo com a ordem de apresentação da documentação”.

O senador Jean Paul Prates (PT-RN), autor do PDL, aponta que essa solução não está prevista na MP, que determina aos requerentes que apresentem uma solução técnica para o conflito. O senador defende que a portaria, portanto, extrapola o poder regulamentar do Executivo.

Waldemir Barreto/Agência Senado

Jean Paul propôs a suspensão de apenas dois dispositivos do documento, mas o senador José Aníbal (PSDB-SP), relator do PDL, preferiu recomendar a derrubada total da portaria. Para ele, o documento foi produzido “sem amadurecimento”. José Aníbal também avançou nas críticas sobre a MP, que ele considera “extemporânea”, e sobre o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas — que, de acordo com o senador, tem permitido autorizações sem critérios técnicos.


--Continua depois da publicidade--

— Desde [a publicação da MP], o ministro já fez 22 autorizações. O procedimento usado é: quem chegou primeiro leva. É algo absolutamente inaceitável. É tão óbvio que essa portaria está errada, que é deletéria ao introduzir um critério que se sobrepõe à análise dos projetos, mas o ministro está autorizando — criticou José Aníbal.

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), disse que ministro Tarcísio de Freitas está convencido da necessidade de rever os termos da portaria, e que o ministério vai redigir uma nova versão até quinta-feira.

Ao remarcar a votação do PDL, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, afirmou que o projeto do Senado para o novo marco legal das ferrovias (PLS 261/2018) terá precedência sobre a medida provisória. Esse projeto está sob análise na Câmara dos Deputados. Pacheco não garantiu a prorrogação da MP.

— Mesmo com a existência de um projeto tramitando no Senado, houve a edição de uma medida provisória [sobre o mesmo assunto]. Deixamos claro que a opção do Senado Federal foi pelo encaminhamento e pela evolução de um projeto de lei de autoria do Senado, que agora está na Câmara dos Deputados. Vou avaliar o pleito quanto à prorrogação da medida provisória, muito embora a nossa opção, de todos os líderes, tenha sido a de dar validade ao projeto — declarou Pacheco.

Redes sociais

107,346FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,096SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

ENSINO SUPERIOR
Candidatos participam de vestibular para ingressar na Unilasalle Lucas do Rio Verde
dezembro 05, 2021
Em Lucas!
Polícia Militar prende homem com arma de fogo
dezembro 05, 2021
Sinop
Profissionais de Sinop conhecem funcionamento de RAPS em Lucas do Rio Verde
dezembro 05, 2021
Mato Grosso
Fiscais e agentes do Indea são capacitados para combater praga que atinge lavouras em Mato Grosso
dezembro 05, 2021