27.1 C
Lucas do Rio Verde
segunda-feira, 06 dezembro, 2021
InícioCENÁRIO POLÍTICODIRETO DE BRASÍLIACriação do Dia Nacional de Santa Dulce dos Pobres segue para a...

Criação do Dia Nacional de Santa Dulce dos Pobres segue para a Câmara

Por

A data de 13 de agosto poderá tornar-se “Dia de Santa Dulce dos Pobres”. O projeto que institui a homenagem (PL 4.028/2019) foi aprovado na quinta-feira (18) pela Comissão de Educação (CE) e segue para análise da Câmara dos Deputados.

O autor da iniciativa foi o senador Angelo Coronel (PSD-BA). Para ele, é uma justa homenagem à primeira santa brasileira reconhecida oficialmente pela Igreja Católica. A canonização ocorreu no dia 13 de outubro de 2019, em cerimônia celebrada pelo Papa Francisco.


--Continua depois da publicidade--

Irmã Dulce nasceu em 1914 em Salvador e morreu em 1992 na mesma cidade, tendo dedicado sua vida a ajudar os pobres e miseráveis, principalmente nas áreas de saúde e educação de crianças e jovens.

Angelo Coronel lembra que, ainda muito jovem, Irmã Dulce entrou para a Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus. Aos 19 anos, recebeu o hábito de freira das Irmãs Missionárias. Um de seus primeiros grandes feitos se deu em 1939, quando fundou o Colégio Santo Antônio, uma escola voltada para operários e filhos de operários.

Em 1949, Irmã Dulce usou um galinheiro que ficava ao lado do Convento Santo Antônio para alojar 70 doentes. “Irmã Dulce construiu o que se tornaria depois o maior hospital da Bahia, a partir de um galinheiro. E em 1959 foi criada a Associação Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), seguida pelo Albergue Santo Antônio. Ela foi o anjo bom da Bahia, admirada nacional e mundialmente porque viveu única e exclusivamente para ajudar os mais pobres”, resume Coronel na justificativa do projeto. 

Trajetória santa

A proposta teve como relator na CE o senador Flávio Arns (Podemos-PR), que também foi enfático ao falar da Irmã Dulce.


--Continua depois da publicidade--

— O trabalho de Irmã Dulce era dedicado aos mais pobres, aos desvalidos, aos sem casa, aos que estavam na sarjeta: o marginal, a prostituta, o desvalido. E a vinculação à saúde tem muito a ver com o trabalho e o legado que deixou após 60 anos de intensos trabalhos. Hoje as Obras Sociais Irmã Dulce [Osid] contabilizam 2,2 milhões procedimentos ambulatoriais por ano e dispõem de 954 leitos em 5 hospitais. A Osid também oferta Ensino Fundamental para 750 crianças e adolescentes e fornece 1,7 milhão refeições gratuitas de por ano — exemplificou Arns durante a votação da homenagem.

Inicialmente o projeto previa que a homenagem à Irmã Dulce fosse um feriado nacional. Mas buscando evitar impactos econômicos e dificuldades na aprovação da iniciativa, o próprio Angelo Coronel propôs eliminar o feriado, tornando o 13 de agosto como o Dia Nacional da Santa Dulce dos Pobres. A data foi escolhida porque 13 de agosto já é tradicionalmente um dia de homenagens à Irmã Dulce por todo o estado da Bahia.

Redes sociais

107,343FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,098SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

Lucas do Rio Verde
Covid-19: Confira quem está sendo vacinado em Lucas do Rio Verde nesta semana
dezembro 06, 2021
No Rio Verde
Homem morre afogado na ‘Pedreira’ em Lucas do Rio Verde
dezembro 06, 2021
Em Lucas!
Bombeiros socorrem homem vítima de esfaqueamento em Lucas do Rio Verde
dezembro 06, 2021
TEMPO EM LUCAS
Instituto Nacional de Meteorologia emite alerta laranja para chuvas intensas em Lucas do Rio Verde
dezembro 06, 2021