16.6 C
Lucas do Rio Verde
sexta-feira, 30 julho, 2021
InícioCENÁRIO POLÍTICODIRETO DE BRASÍLIACPI pode convocar diretor da Abin e ajudante de ordens de Bolsonaro

CPI pode convocar diretor da Abin e ajudante de ordens de Bolsonaro

Alexandre Ramagem é diretor da Abin
Por CenárioMT com inf. Agência Senado

A CPI da Pandemia pode votar nesta quinta-feira (15) a convocação do diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Alexandre Ramagem. Os senadores querem apurar dois pontos: as suspeitas de que o órgão teria atuado para interferir nos trabalhos da comissão e a insinuação do presidente Jair Bolsonaro de que o coronavírus teria sido criado pela China como arma em uma suposta “guerra química”.

Ramagem é alvo de três requerimentos de convocação, dois assinados pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e um por Tasso Jereissati (PSDB-CE). Segundo Randolfe, a Abin foi usada “como instrumento de intimidação dos membros” da CPI. Uma mensagem encaminhada em maio a agentes de inteligência determinava uma “compilação de dados” sobre “irregularidades relacionadas à pandemia” em “âmbito estadual e municipal”. No segundo requerimento, Randolfe Rodrigues destaca que a Abin negou o envio de documentos requisitados em junho pela comissão.


--Continua depois da publicidade--

O senador Tasso Jereissati quer que Alexandre Ramagem explique uma declaração feita em maio por Jair Bolsonaro. Na ocasião, o presidente da República insinuou que a China pode ter criado o coronavírus em laboratório como arma para uma “guerra química. “Trata-se de gravíssima revelação com implicações nas relações internacionais e de enormes repercussão inclusive na paz mundial. Sendo a Abin a fonte primeira de informações ao presidente da Republica, faz-se necessária a convocação do diretor-geral para que compartilhe, ainda que de forma sigilosa, as informações obtidas”, argumenta Jereissati.

Ajudante de ordens

A CPI pode votar ainda a convocação de um ajudante de ordens de Jair Bolsonaro, o capitão de corveta da Marinha Jonathas Diniz Vieira Coelho. Ele trocou mensagens com o deputado Luis Miranda (DEM-DF) sobre o contrato do Ministério da Saúde com a Precisa Medicamentos para a aquisição da vacina Covaxin. O requerimento é do senador Randolfe Rodrigues.

Os senadores também podem decidir sobre a convocação de Adolfo Sachsida, secretário de Política Econômica do Ministério da Economia. Em novembro de 2020, Sachsida afirmou que considerava “baixíssima a probabilidade de uma nova onda de coronavírus no país”. Segundo ele, a chamada “imunidade de rebanho” já estaria sendo alcançada no país e haveria pouca chance de uma nova escalada da pandemia.

- Publicidade -

Lucas do Rio Verde

VACINAÇÃO CONTRA COVID-19
“Vão ter que esclarecer no MP”, diz secretária sobre pessoas que tomaram dose extra de vacina em Lucas
julho 29, 2021
SAÚDE
Lucas do Rio Verde volta registrar óbito em decorrência da Covid-19
julho 29, 2021