26.7 C
Lucas do Rio Verde
quarta-feira, 25 novembro, 2020
Início CENÁRIO POLÍTICO DIRETO DE BRASÍLIA Comissão ouve presidente da Aneel sobre apagão no Amapá

Comissão ouve presidente da Aneel sobre apagão no Amapá

Parlamentares criticam privatização do setor elétrico no estado e lembram que a falta de luz e de água impacta a disseminação do novo coronavírus
Por Redaçao CenarioMT com inf. Ag camara

O apagão que atinge o Amapá desde o início do mês será o tema de audiência nesta manhã da comissão mista que acompanha as ações econômicas de combate à pandemia de Covid-19.

O debate será com o diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), André Pepitone da Nóbrega, e poderá ser acompanhado ao vivo pela internet.

O estado está passando por um aumento dos casos de Covid-19 e o apagão piorou o atendimento dos doentes. Na votação do convite, muitos parlamentares questionaram a privatização de setores estratégicos.

O senador Esperidião Amin (PP-SC) disse que questionou um diretor da Aneel sobre os problemas na subestação que provocou o apagão e teve a resposta de que o equipamento estava em manutenção há 11 meses. Para o senador, isso revela “negligência”.

“O monopólio público é muito ruim. Mas você tem pelo menos a quem xingar. O monopólio privado, com agência reguladora que não funcione com eficiência, é muito mais despótico. Porque geralmente a cabeça pensante e quem manda no dinheiro mora longe.”

A responsável pelo fornecimento de energia no Amapá é a multinacional Isolux.

Para a senadora Zenaide Maia (Pros-RN), a conta sempre vai cair no setor público enquanto os governantes insistirem em privatizar setores estratégicos. “Quando o privado falha, vem para o público, gente. Esse apagão no Amapá a cobrança é em cima do ministério [de Minas e Energia], é em cima do presidente da República, é em cima do Senado e da Câmara.”

Convite à reflexão
Lembrando que Brasília se prepara para privatizar o setor de energia, o senador Izalci Lucas (PSDB-DF) disse que o episódio do Amapá é um convite à reflexão, pois vários países estão tendo que reestatizar o setor de energia.

“Eu sou liberal, acho que temos que privatizar muita coisa; mas hoje, sinceramente, algumas áreas estratégicas, [sobre elas] eu tenho minhas dúvidas. ”

O deputado Felício Laterça (PSL-RJ) lembrou que nesta semana o ministro da Economia, Paulo Guedes, lamentou a ausência de privatizações no governo até agora. “Eu acho que tem coisas mais importantes. Eu também, quero frisar, sou do PSL, partido que prega mais que muitos o liberalismo. A gente precisa de fato avançar. Agora a gente precisa de outras questões no Brasil, de reformas estruturantes. ”

Mas o depoimento mais contundente foi o do senador do Amapá Randolfe Rodrigues (Rede). Ele disse que a população estava sem água e tendo que enfrentar filas para comprar combustível e tirar dinheiro; além de sofrer com preços abusivos.

“Mas o senhor presidente da Aneel não pode falar como se não tivesse nada a ver com isso. O fato dele ficar um ano sem fiscalizar a ausência de um transformador no parque de distribuição… Não é aceitável isso, não é compreensível. O que aconteceu aqui é criminoso!”, criticou Rodrigues.

Na semana passada, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, disse que pediria à Polícia Federal e ao Ministério Público Federal que investiguem as causas do incêndio na subestação de energia que provocou apagão, que já dura quase 15 dias.



© CenárioMThttps://www.cenariomt.com.br
CenárioMT - Publicamos notícias diariamente no portal!
- Publicidade -

Últimas

Foragido da Justiça de Rondônia por diversos crimes é localizado em Cuiabá

A Gerência Estadual de Polinter e Capturas (Gepol) da Polícia Civil localizou nesta quarta-feira (24.11) mais um foragido da justiça e procurada na região...

Polícias fazem operação contra exploração sexual de crianças

As polícias Civil de São Paulo e Federal fazem hoje (25) uma operação contra suspeitos de compartilhar imagens de abuso sexual de crianças e...

Cidadão comum pode monitorar eleições

O sistema de votação eletrônica no Brasil dispõe de mais de um mecanismo de monitoramento das eleições e de controle direto por parte da...

Dia 25 de Novembro, ‘Dia de Combate ao Feminicídio” em Lucas do Rio Verde

No dia oito de março de 2020, quando se celebra o Dia da Mulher, um crime bárbaro de assassinato de uma senhora na cidade...
Publicidade
x