23.9 C
Lucas do Rio Verde
quarta-feira, 14 abril, 2021
InícioCENÁRIO POLÍTICODIRETO DE BRASÍLIAComissão de juristas aponta prioridades para rever legislação sobre racismo

Comissão de juristas aponta prioridades para rever legislação sobre racismo

Revisão da Lei de Cotas, ações afirmativas no processo eleitoral e políticas de crédito à população negras estão os temas a serem debatidos
Por Redaçao CenarioMT com inf. Ag camara

Para o combate ao racismo institucional no setor público, as medidas incluem a renovação da Lei de Cotas, que tem validade até 2024, e as ações afirmativas no sistema eleitoral. No grupo que discutiu direito econômico, tributário e financeiro, foi sublinhada a necessidade de programas de renda básica.

Outra luta é pelo acesso ao crédito, como explicou a procuradora federal Chiara Ramos: “Sabemos que no Brasil se concede muito menos crédito às pessoas negras, mesmo diante das mesmas condições.”


--Continua depois da publicidade--

Entre as prioridades da área de direitos sociais estão a revisão da política de cotas na educação até políticas públicas sobre a saúde da população negra, além da discussão sobre a precarização das relações de trabalho.

Segurança pública
Já o grupo que discute justiça criminal e racismo aponta como essenciais debates sobre legislação criminal e segurança pública.

Para o deputado Paulão (PT-AL), uma questão a ser enfrentada é o encarceramento de cidadãos negros. “Temos cerca de 800 mil presos no Brasil, a maioria deles jovens, negros e pobres”, disse. “E quanto ao sistema policial, nenhum governador tem controle. Hoje, a estrutura das polícia civil e militar e das Forças Armadas é um poder paralelo. ”

Audiências públicas
Os juristas já receberam da Consultoria Legislativa da Câmara uma lista com projetos em tramitação no Congresso que tratam de alguns desses temas. Eles propõem audiências públicas para discutir todos os tópicos.


--Continua depois da publicidade--

O deputado Orlando Silva (PCdoB-SP) sugeriu ouvir pesquisadores, sociedade civil e movimentos sociais organizados. “Assim poderemos aprimorar os textos que serão submetidos posteriormente aos líderes e ao presidente da Câmara.”

Quilombolas
Outro tema ressaltado pelos participantes do debate foi a titulação de terras quilombolas. Segundo o deputado Bira do Pindaré (PSB-MA), só 50% das áreas ocupadas pelos quilombolas estão certificadas, e apenas 10% das comunidades têm a titularidade das terras.

Reportagem – Cláudio Ferreira
Edição – Marcelo Oliveira


© CenárioMThttps://www.cenariomt.com.br
CenárioMT - Publicamos notícias diariamente no portal!
- Publicidade -

Últimas no CenárioMT

Lucas do Rio Verde

IMUNIZADOS
Comandante comemora vacinação de militares contra a covid-19 em Lucas do Rio Verde
abril 14, 2021
SEGURANÇA
Davi Paré reassume presidência do Conselho de Segurança de Lucas do Rio Verde
abril 14, 2021