30.2 C
Lucas do Rio Verde
sexta-feira, 17 setembro, 2021
InícioCENÁRIO POLÍTICODIRETO DE BRASÍLIACMA aprecia punição por crime de poluição e controle de espécies exóticas

CMA aprecia punição por crime de poluição e controle de espécies exóticas

O projeto, de Wellington Fagundes, inclui na Lei de Crimes Ambientais causa de extinção de punibilidade para o crime de poluição, mediante reparação ambiental
Por CenárioMT com inf. Agência Senado

Com voto do relator Randolfe Rodrigues (Rede-AP) pela rejeição, o Projeto de Lei (PL) 6.019/2019 é o primeiro item da pauta de deliberações da Comissão de Meio Ambiente (CMA) nesta quarta-feira (18), às 10h.

O PL 6.019, de autoria de Wellington Fagundes (PL-MT), propõe incluir na Lei de Crimes Ambientais (LCA) causa de extinção de punibilidade para o crime de poluição, mediante reparação ambiental.


--Continua depois da publicidade--

“É de grande relevância social que o dano ambiental de pequenas e grandes proporções, desencadeado, na maioria das vezes, por pessoas jurídicas, seja reparado o mais rápido possível a fim de assegurar a sustentabilidade e a qualidade do ecossistema atingido. Assim, uma efetiva forma de “incentivar” aquele que praticou o dano a realizar a reparação, com maior brevidade, seria a extinção da punibilidade do causador do dano na esfera penal”, justifica Wellington.

Mas para o relator, o infrator desmata e consegue, via sucessivas alterações legislativas, seguir impune em relação às infrações administrativas e crimes cometidos.

“Em matéria ambiental, a tentativa reiterada de anistias é conduta antiga e segue sendo utilizada até hoje. Mais importante que a conduta de reparar o dano ambiental, como afirmado pelo autor, é a conduta de não violar o meio ambiente, preservá-lo”, argumenta Randolfe. A matéria segue para análise da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), em decisão terminativa.

Está na pauta o PLS 201/2016, também do senador Wellington, que autoriza o controle populacional de espécies exóticas invasoras nocivas. A matéria estabelece condições para o consumo, assim como a distribuição e comercialização de subprodutos desses animais.


--Continua depois da publicidade--

A motivação principal da proposta é oferecer meios de combater a reprodução descontrolada e nociva do javali europeu em território nacional.

O relator, Plínio Valério (PSDB-AM), rejeitou emenda apresentada na CCJ. Para o senador, o controle populacional de espécies exóticas não está restrito ao abate, o que justifica alterar a LCA.

Ele defende ainda ampliar a proposta, ao permitir que as políticas de controle de espécies exóticas invasoras contemplem diversas estratégias, como o uso de métodos biológicos e químicos, além dos físicos previstos no texto original. A matéria segue para a Câmara dos Deputados, a menos que haja recurso para que ela seja votada pelo Plenário.

O terceiro item da pauta delibrativa é o PL 5.174/2019, que exige a realização prévia de estudos técnicos e consultas públicas para a redução de unidades de conservação.

Autor da proposta, o senador Confúcio Moura (MDB-RO) justifica que a Lei 9.985, de 2000, que instituiu o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC), prevê a necessidade de estudos técnicos e consulta pública apenas para a criação de unidades de conservação, mas não há manifestação quando se trata da supressão, redução ou recategorização desses espaços.

O relator, Jaques Wagner (PT-BA), é favorável à aprovação da matéria, que na sequência passa à análise da Câmara, exceto se houver recurso para sua apreciação pelo Plenário.

A CMA também vai apreciar seis requerimentos, entre eles sugestão para lista de convidados a participarem de audiência pública com o objetivo de debater o PL 490/2007, que altera a Lei 6.001, de 1973, que dispõe sobre o Estatuto do Índio; audiência pública sobre o PL 2.159/2021, que trata da Lei Geral do Licenciamento Ambiental (Lei 6.938, de 1981)  e, por último, audiência pública com o objetivo de avaliar a política climática executada pelo governo federal. 

Redes sociais

107,316FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,035SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

Lucas do Rio Verde
Prefeitura de Lucas do Rio Verde publica novo decreto e atualiza medidas contra a Covid-19
setembro 17, 2021
CENSO
Prefeito diz que população de Lucas do Rio Verde é bem maior que a estimativa divulgada pelo IBGE
setembro 17, 2021
Vida Nova II
10 cadastros foram desclassificados nos últimos dias em Lucas do Rio Verde
setembro 17, 2021
Lucas do Rio Verde
Feirantes de Lucas do Rio Verde apresentam necessidades e Agricultura estuda parceria com Sebrae
setembro 17, 2021