31.9 C
Lucas do Rio Verde
terça-feira, 28 setembro, 2021
InícioCENÁRIO POLÍTICODIRETO DE BRASÍLIACAE analisa projeto que assegura recursos para gerenciamento de resíduos sólidos

CAE analisa projeto que assegura recursos para gerenciamento de resíduos sólidos

O PL 2.920/2019, de Vanderlan Cardoso (PSD-GO), trata da distribuição de verbas do Fundo Nacional de Meio Ambiente; se aprovado pela CAE, o texto, analisado na forma de substitutivo, vai à Câmara
Por CenárioMT com inf. Agência Senado

Em reunião nesta terça-feira (17), a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) deverá analisar substitutivo do senador Luiz do Carmo (MDB-GO) a projeto de lei que repassa recursos do Fundo Nacional de Meio Ambiente (FNMA) a municípios que possuem plano de gestão integrada de resíduos sólidos. A reunião em início às 10h na sala 19 da ala Alexandre Costa.

De autoria do senador Vanderlan Cardoso (PSD-GO), o Projeto de Lei (PL) 2.920/2019 foi aprovado em julho de 2019 na Comissão de Meio Ambiente (CMA) e encaminhado à CAE, onde será analisado em caráter terminativo.


--Continua depois da publicidade--

O texto de Luiz do Carmo é o segundo substitutivo ao projeto. Isso porque o relator do projeto na CMA, senador Styvenson Valentim (Podemos-RN), apresentou substitutivo para especificar que os recursos do FNMA deverão ser utilizados para satisfazer as obrigações ambientais do Distrito Federal e dos municípios, em especial no que tange ao cumprimento das regras da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).

Na avaliação do Styvernson, a ideia original do projeto, ao prever a divisão de 20% do FNMA entre as cidades, poderia resultar em repasse financeiro irrisório para cada uma. Por isso, ele tratou de dar maior flexibilidade à aplicação da verba e tornar prioritária a aplicação desse dinheiro na área de serviço público de limpeza urbana e de manejo de resíduos sólidos. O texto a ser votado na CAE altera a Lei 7.797, de 1989, que regulamenta o FNMA, e a Lei 12.305, de 2010, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos.

Cobrança de tarifas

Em uma pauta de cinco itens, a comissão deverá analisar ainda o substitutivo do senador Angelo Coronel (PSD-BA) a projeto que proíbe a cobrança de tarifas mínimas nas contas de água, esgoto, energia elétrica e telecomunicações

Da senadora Rose de Freitas (MDB-ES), o Projeto de Lei (PL) 1.905/2019 altera a Lei de Tarifas de Energia Elétrica (8.631, de 1993), a Lei Geral de Telecomunicações (9.472, de 1997) e a Lei de Saneamento Básico (11.445, de 2007) para vedar a cobrança de um valor fixo em caso de consumo inferior a limites estipulados pela prestadora do serviço público.


--Continua depois da publicidade--

O projeto será analisado posteriormente pala Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor (CTFC), em decisão terminativa.

Redes sociais

107,351FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,041SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

Lucas do Rio Verde
Regularização de débitos para MEI termina nesta quinta-feira, dia 30 em Lucas do Rio Verde
setembro 28, 2021
Lucas do Rio Verde
Programa Mais MT Muxirum motiva adultos a ler e escrever em Lucas do Rio Verde
setembro 28, 2021
Lucas do Rio Verde
Vida Nova II: Prazo para realização de denúncias termina na próxima quinta-feira (30)
setembro 28, 2021
Lucas do Rio Verde
Quase 70% das empresas abertas em Lucas do Rio Verde esse ano são MEIs, aponta CAE
setembro 28, 2021