30.9 C
Lucas do Rio Verde
sábado, 15 maio, 2021
InícioCENÁRIO POLÍTICODIRETO DE BRASÍLIAAdiada votação de projeto que proíbe reajuste de medicamentos na pandemia

Adiada votação de projeto que proíbe reajuste de medicamentos na pandemia

O autor da proposta, Lasier Martins (na tela), solicitou a retirada de pauta
Por CenárioMT com inf. Agência Senado

O Senado adiou a votação do Projeto de Lei (PL) 939/2021, que proíbe o reajuste anual de medicamentos enquanto vigorar a Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional estabelecida pelo Ministério da Saúde. O texto seria analisado pelo Plenário da Casa nesta quinta-feira (8), mas foi retirado de pauta a pedido do autor do projeto, senador Lasier Martins (Podemos-RS).

A ideia é que o texto venha a ser votado pelo Senado após a realização de sessão temática sobre o projeto — a data desse debate ainda será definida.


--Continua depois da publicidade--

O relator da matéria é o senador Eduardo Braga (MDB-AM).

A proibição de reajuste prevista na proposta aplica-se retroativamente a qualquer reajuste de medicamento em 2021. No entanto, a medida não geraria direito a restituições de pagamentos já realizados.

Lasier Martins disse que a ocorrência de reajustes de até 10,8% nos preços dos remédios ocorre de maneira imprópria e inoportuna durante o período mais crítico da pandemia de coronavírus.

Emendas

Até o presente momento, foram apresentadas sete emendas ao PL 939/2021, entre elas a da senadora Rose de Freitas (MDB-ES), que, além de suspender o ajuste anual de preços de medicamentos para o ano de 2021, também o faz para os próximos anos, enquanto perdurar o estado de emergência em saúde pública em decorrência da covid-19.


--Continua depois da publicidade--

A senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) apresentou uma emenda que estabelece o índice oficial de inflação brasileiro, ou seja, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), como limite máximo para o ajuste de preços de medicamentos no ano de 2022. O senador Jean Paul Prates (PT-RN), apresentou emenda com o mesmo objetivo.

Eliziane Gama também é autora de emenda que prevê a suspensão dos reajustes das mensalidades dos planos de saúde.

Os senadores Humberto Costa (PT-PE), Jorge Kajuru (Cidadania-GO) e Rogério Carvalho (PT-SE) também apresentaram emendas que tratam dos reajustes dos planos de saúde, entre outros assuntos.


- Publicidade -

Últimas no CenárioMT

Lucas do Rio Verde

LITERATURA
“Livro é uma viagem que você faz sem precisar sair de casa”, compara premiada em concurso de poesia
maio 15, 2021
POLÍCIA
Morador de Lucas do Rio Verde cai em golpe e tem prejuízo de mais de R$ 25 mil
maio 14, 2021