36.4 C
Lucas do Rio Verde
sábado, 18 setembro, 2021
InícioCENÁRIO POLÍTICODeputado Federal de Mato Grosso usa documento do MPMT para desacreditar urna...

Deputado Federal de Mato Grosso usa documento do MPMT para desacreditar urna eletrônica

MPE afirma que Medeiros disseminou fake news para confundir população
Por CenárioMT

O Ministério Público de Mato Grosso se manifestou a respeito de disseminação de fake news pelo Deputado Federal de Mato Grosso José Medeiros (Pode-MT) que teve como objetivo confundir a opinião pública e fazer crer que as urnas eletrônicas utilizadas pela Justiça Eleitoral brasileira não são seguras e confiáveis. A CPI apura a atuação de políticos responsáveis por produzir e espalhar desinformação sobre a pandemia.

Por conta da má fé do parlamentar, o MPE decidiu representar contra Medeiros, junto à Procuradoria-Geral da República (PGE) e à Comissão de Ética da Câmara dos Deputados, para a apuração dos fatos e a devida responsabilização criminal.


--Continua depois da publicidade--

O deputado é um dos 26 políticos que aparece em uma relação de investigados pela CPI da Covid por disseminar fake news sobre a pandemia da Covid-19 nas redes sociais.

Veja a nota do Ministério Público

Ministério Público do Estado de Mato Grosso - site mp

O Ministério Público de Mato Grosso vem a público informar e advertir que, lamentavelmente, o Exmo. Sr. Deputado Federal José Medeiros (Pode-MT), incorrendo na prática de disseminação de fake news, utilizou-se de uma manifestação da instituição em procedimento investigatório relacionado a uma eleição realizada em 06 de dezembro de 2019 pela Associação Beneficente de Saúde dos Militares de Mato Grosso (Hospital Militar), para confundir a opinião pública e fazer crer que as urnas eletrônicas utilizadas pela Justiça Eleitoral brasileira não são seguras e confiáveis.


De acordo com os autos (Nº 1000130-29.2021.811.0042), que se encontram em segredo de justiça e que a pedido do MP foram declinados da Justiça Militar para a Justiça Comum, foram feitas denúncias de que boletins de urna falsos teriam sido produzidos com o objetivo de fraudar o resultado da eleição da entidade, NÃO TENDO SIDO LEVANTADA QUALQUER SUSPEITA DE PROBLEMAS NO REGULAR FUNCIONAMENTO DA URNA ELETRÔNICA CEDIDA PELA JUSTIÇA ELEITORAL E UTILIZADA NO REFERIDO PLEITO.


--Continua depois da publicidade--


De má fé, o parlamentar mato-grossense falseia a realidade dos fatos, em mais um gesto da sua cruzada pelo retorno do voto impresso, sistema utilizado no passado com ocorrências frequentes de fraudes e manipulação de resultados, o que atentava contra a vontade soberana do eleitor brasileiro de escolher livremente seus representantes. E, mais grave ainda, utilizando criminosamente documento público do Ministério Público de Mato Grosso que trata de eleição de uma entidade associativa administradora de uma unidade hospitalar, deixando a entender que se tratava de uma eleição parlamentar ou para cargo executivo.


Diante do acontecido, não resta outra alternativa à Instituição senão representar contra o Deputado junto à Procuradoria-Geral da República e à Comissão de Ética da Câmara dos Deputados para a apuração dos fatos e a devida responsabilização criminal.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO

© CenárioMThttps://www.cenariomt.com.br
CenárioMT - Publicamos notícias diariamente no portal!

Redes sociais

107,312FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,036SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

Lucas do Rio Verde
Pouco mais de 40% dos cadastros de túmulos do Cemitério Municipal foram atualizados
setembro 18, 2021
Lucas do Rio Verde
Lucas do Rio Verde é destaque regional por trabalho desenvolvido pela saúde do homem
setembro 18, 2021
Professora/atleta luverdense participa de evento de fisiculturismo em Cuiabá
setembro 18, 2021
Lucas do Rio Verde
Prefeitura de Lucas do Rio Verde publica novo decreto e atualiza medidas contra a Covid-19
setembro 17, 2021