No debate da última sexta-feira (24), Caio Coppolla e Augusto de Arruda Botelho discutiram a saída de Sergio Moro do Ministério da Justiça, sob a alegação de que Jair Bolsonaro tentou interferir politicamente em investigações da Polícia Federal.