20.7 C
Lucas do Rio Verde
domingo, 09 maio, 2021
InícioCENÁRIO POLÍTICOAL-MTDeputado matogrossense avalia importância do diagnóstico da Dislexia

Deputado matogrossense avalia importância do diagnóstico da Dislexia

Por CENÁRIOMT

Mais um importante passo foi dado para ajudar estudantes de Mato Grosso portadores de Dislexia. A afirmação foi dada pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), durante cerimônia no Palácio Paiaguás, nesta quarta-feira (4), para a sanção da Lei 11.239/20, que institui o Plano de Atenção Educacional Especializado (PAE) para os alunos diagnosticados com transtornos específicos de aprendizagem (dislexia, disgrafia e discalculia) nas instituições de ensino e dá outras providências.

Na oportunidade, o presidente Botelho recebeu Moção de Aplausos, do deputado Wilson Santos (PSDB), pela colaboração no V Simpósio sobre Dislexia de Mato Grosso: Dislexia em Tempos de Ensino Remoto, realizado no mês passado por Wilson, no Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros. Esse evento é anual e impulsionou a elaboração da Lei 11.239, de autoria de Wilson Santos.


--Continua depois da publicidade--

Emocionado, Botelho lembrou as dificuldades que vivenciou com um de seus irmãos na época em que o diagnóstico de transtornos específicos era mais difícil. E defendeu a importância de políticas públicas que ajudem as famílias que enfrentam o problema com algum ente querido. E lembrou outras frentes de trabalho que estão sendo realizadas, para ajudar autistas, combate à violência doméstica, dentre outros.

“Ter dislexia não impede alguém de ter sucesso na vida. Temos o exemplo da Tatá Werneck, do ator Pedro Cardoso. Mas é preciso que haja amparo do Estado e da família”, afirmou o deputado Wilson Santos, ao agradecer o apoio do presidente da ALMT e o governador Mauro Mendes.

A presidente da Associação Dislexia MT, Érika Fernandes Souza, afirmou que a nova lei sancionada pelo governador Mauro Mendes, vai fazer a diferença na vida dessas pessoas. “Milhares de crianças com dislexia em Mato Grosso terão um suporte e uma vida melhor”.

A lei prevê que as instituições públicas e privadas da rede municipal e estadual de ensino, da educação básica e superior, façam a avaliação diagnóstica e o acompanhamento educacional especializado de alunos diagnosticados com transtornos específicos de aprendizagem.

De acordo com a presidente de honra e uma das fundadoras da Associação Dislexia MT, Gabriela Andrade, Mato Grosso se tornou referência em políticas públicas para as pessoas com dislexia.


--Continua depois da publicidade--

“As pessoas com dislexia eram invisíveis e hoje nos sentimos respeitados. Nos sentimos cidadãos de Mato Grosso, porque fomos vistos e começamos a ter direitos nos espaços escolares e na sociedade”, concluiu.

“Esses alunos poderão viver uma vida melhor e com mais tranquilidade. Vamos fazer todo o esforço para implementar isso em toda a nossa rede e ajudar milhares de crianças por todo o Mato Grosso”, garantiu o governador Mauro Mendes.

Também participaram a deputada Janaina Riva (MDB), o secretário Estadual de Educação, Alan Porto; a ex-secretária de Educação, Marioneide Kliemaschewsk e o chefe-da Casa Civil, Mauro Carvalho.


Dayelle Ribeirohttps://www.cenariomt.com.br
Redatora do portal CenárioMT
- Publicidade -

Últimas no CenárioMT

Lucas do Rio Verde

CÃES E GATOS
Lucas do Rio Verde: Protetora independente pede ajuda para tratamento de animais
maio 08, 2021
OPORTUNIDADE
Luverdense realiza seletiva para profissionalizar categorias de base
maio 07, 2021