32.5 C
Lucas do Rio Verde
domingo, 20 junho, 2021
InícioCENÁRIO POLÍTICOAL-MTAudiência pública discute metas fiscais do primeiro quadrimestre de 2021

Audiência pública discute metas fiscais do primeiro quadrimestre de 2021

Por CENÁRIOMT

A Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentária (CFAO) realizou na tarde desta segunda-feira (31) audiência pública para apresentação das metas fiscais referentes ao primeiro quadrimestre deste ano. O secretário de estado de Fazenda, Rogério Gallo, se mostrou satisfeito com os primeiros resultados de Mato Grosso em 2021 e afirmou que os efeitos da pandemia foram superados. O chefe da Sefaz/MT destacou que no primeiro quadrimestre deste ano houve um aumento de 26% na receita em relação ao ano passado, enquanto as despesas caíram mais de 6%.

A despesa com pessoal também tem comprometido uma porcentagem cada vez menor do orçamento, disse Gallo. No primeiro quadrimestre, o número já é menor que 49%, limite previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal Estadual (LC nº 614/2019). Ele disse ainda que o estado está impedido de pagar a Revisão Geral Anual (RGA) deste ano, porém a pasta estuda a possibilidade de pagamento retroativo referente aos anos que os servidores não receberam a revisão.


--Continua depois da publicidade--

Segundo o secretário, o estado hoje tem uma sobra de recursos que permite fazer investimentos. A boa avaliação da saúde financeira também possibilita a contratação de empréstimos. Nesse cenário, a ideia do governo é investir em educação e na agricultura familiar.

O deputado estadual Lúdio Cabral (PT) lembrou que no ano passado houve superávit de R$ 3,9 bilhões no estado. “Não era para sobrar tanto num ano de pandemia, com crise sanitária e econômica. O estado virou uma empresa que precisa dar lucro”, criticou o parlamentar. “O orçamento sempre subestima a receita. O governo apresenta peças orçamentárias que dão margem ao executivo trabalhar sem o acompanhamento da Assembleia”, completou. A arrecadação no primeiro quadrimestre de 2021, foi de cerca de R$ 3 bilhões a mais do que o apresentado na Lei Orçamentária Anual (LOA).

Já o deputado Delegado Claudinei (PSL) aproveitou a vinda do secretário de Fazenda para pedir a nomeação de aprovados em concursos públicos da segurança. O parlamentar também afirmou que há falta de efetivo nas polícias civil e militar em todo o estado, e defendeu a realização de concursos públicos, uma vez que há folga no orçamento.

O presidente da Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentária, deputado Carlos Avallone (PSDB), elogiou a gestão que está sendo feita no estado. “Nós estamos com nota A na Secretaria de Tesouro Nacional para buscar crédito, estamos com superávits, do ano passado e também dos primeiros quatro meses deste ano, o que mostra que temos recursos para aplicar nas políticas públicas”, afirmou. “Precisamos aumentar a transferência de renda, apoiar mais o empresariado, principalmente o micro e pequeno, porque agora o estado tem recursos”, defendeu o deputado.


--Continua depois da publicidade--

Também participarem da audiência o diretor do Sindicato dos Profissionais da Área Meio do Poder Executivo de Mato Grosso, Antônio Wagner, e o procurador-geral de Justiça do estado, José Antônio Borges.


Rebeca Moraeshttps://www.cenariomt.com.br
Redatora do portal CenárioMT, escreve diariamente as principais notícias que movimentam o cotidiano das cidades de Mato Grosso.
- Publicidade -

Últimas no CenárioMT

Lucas do Rio Verde

IMPORTUNAÇÃO SEXUAL
Passageiro de Lucas do Rio Verde ‘passa mão’ em idosa durante viagem de ônibus
junho 20, 2021
Lucas do Rio Verde
Agentes de Saúde e Atenção Básica recebem capacitação em Lucas do Rio Verde
junho 19, 2021