Venda da pluma de algodão avança em MT, mas enfrenta desafios com preços menos atrativos

Safra 22/23 registra vendas significativas, enquanto 23/24 e 24/25 apresentam avanços mais tímidos devido a pressões de mercado

Fonte: CenárioMT

Lavoura algodao
Secom-MT

De acordo com o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), em maio de 2024, as vendas da pluma de algodão da safra 2022/2023 em Mato Grosso atingiram 96,27% da produção total do ciclo, representando um avanço mensal de 3,96 pontos percentuais. As negociações foram realizadas a um preço médio de R$ 130,71 por arroba.

As negociações para a safra 2023/2024 avançaram apenas 1,74 pontos percentuais em maio de 2024 em comparação a abril, alcançando 60,85% da produção estimada. O preço médio mensal foi de R$ 131,68 por arroba, uma queda de 5,23% em relação ao mês anterior. Devido aos preços menos atrativos, as negociações estão 5,94 pontos percentuais atrasadas em relação ao mesmo período da safra passada.

Para o ciclo 2024/2025, o cenário também apresenta avanço limitado. As perspectivas de boa produção nos Estados Unidos têm pressionado os preços futuros da fibra, impactando as novas vendas do estado. Em maio de 2024, a comercialização alcançou 13,83%, com um avanço mensal de 2,44 pontos percentuais, a um preço médio de R$ 126,14 por arroba.

Os produtores de Mato Grosso estão enfrentando desafios significativos devido aos preços menos atrativos no mercado. A concorrência internacional e as expectativas de grandes safras nos EUA têm dificultado a valorização da pluma de algodão. Para mitigar esses impactos, os produtores podem precisar adotar estratégias como diversificação de mercados, investimento em qualidade e eficiência na produção.

O avanço nas vendas da safra 2022/2023 mostra um desempenho sólido, mas as safras subsequentes estão enfrentando desafios devido à pressão dos preços internacionais. A capacidade dos produtores de se adaptarem a essas condições será crucial para manter a competitividade e sustentabilidade no mercado de algodão.

As informações do Imea destacam a importância de monitorar as tendências globais e ajustar as estratégias de comercialização para otimizar os resultados econômicos no setor algodoeiro de Mato Grosso.

É formado em Jornalismo. Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do CenárioMT produzindo conteúdo sobre política, economia e esporte regional.