26.9 C
Lucas do Rio Verde
sexta-feira, 21 janeiro, 2022
Publicidade
InícioCENÁRIO AGROUberaba recebe do Governo Federal conexão 5G para o campo

Uberaba recebe do Governo Federal conexão 5G para o campo

Com a antena, é possível utilizar sistemas para análise de campo com a identificação da qualidade e vigor de sementes e grãos, análise de nutrição animal e situação do solo
Por CenarioMT

As diferentes realidades no campo apresentam desafios para a conexão no meio rural. Enquanto o 4G, a internet via satélite, a banda larga, a fibra e outras formas de conexão já conhecidas conectam e aproximam pessoas, o 5G será a revolução do uso dos mais modernos dispositivos. Foi o que o lançamento da antena de 5G no Instituto Federal do Triângulo Mineiro, em Uberaba, demonstrou, nesta quinta-feira (2).

“O Brasil tem a responsabilidade de alimentar o mundo e isso significa produzir. A população do mundo cresce de forma vertiginosa e, em 2050, teremos 9 bilhões de pessoas vivendo no mundo. A produção do Brasil tem essa responsabilidade de suprir toda essa população que vem por aí. O agro brasileiro tem capacidade para isso e o 5G será a cereja do bolo”, declarou o secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Marcos Montes, que participou do evento.


--Continua depois da publicidade--

O 5G permite uma conexão de altíssima potência e velocidade, com baixa latência, ou seja, o tempo gasto (medido em milissegundos) para que o dispositivo tenha uma resposta da torre de celular ou do link de rádio da conexão é baixíssimo. Tudo isso permite que drones e sensores transmitam dados em tempo real, máquinas se conectem para a máxima eficiência de sistemas operacionais de irrigação e de monitoramento de lavouras a partir de veículos autônomos.

A experiência da agricultura digital no Giro 5G no Agro, em Uberaba, ainda demonstrou como acessórios registram o comportamento dos animais. Uma coleira monitora o rebanho de bovinos de leite: ruminação, respiração, período de ócio e de atividades, índices de saúde (nutrição, cio, proximidade do parto). O giro de experiências contou com o apoio da Algar Telecom, da Nokia e da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Uberaba (ACIU), em parceria com o Ministério das Comunicações.

Com a conexão, também é possível utilizar sistemas para análise de campo com a identificação da qualidade e vigor de sementes e grãos, análise de nutrição animal e situação do solo, além de gerar relatório sobre a situação das pastagens, permitindo identificar o grau de degradação por sistema mobile.

A recuperação das pastagens, inclusive, é uma das ações do Plano ABC+, que amplia o escopo para 30 milhões de hectares com a capacidade produtiva das pastagens degradadas. As práticas para recuperação de pastagens degradadas buscam incrementar o estoque de carbono, além de permitir maior infiltração e armazenamento de água. Reduz, ainda, a erosão e aumenta a capacidade adaptativa a secas prolongadas.


--Continua depois da publicidade--

Conexão 5G no Agro

A inauguração da antena de conexão 5G em Uberaba integra as ações de conexão no campo desenvolvidas pelo Mapa em parceria com o Ministério das Comunicações. As instalações e testes das antenas 5G em regiões de destaque no agro já foram realizadas em Rondonópolis (MT), na área do Instituto Mato-Grossense de Algodão (IMAmt); em Sorocaba (SP), na área do Centro Universitário Facens; em Londrina (PR), no espaço de Vitrine de Tecnologias da Embrapa Soja.

A antena de 5G em Uberaba, no entanto, é a primeira a ser testada após o leilão da nova geração de rede de internet móvel no Brasil. O ministro das Comunicações, Fábio Faria, destacou esse marco e salientou a capacidade de produção do país a partir da tecnologia.

“O agro brasileiro, com a tecnologia 5G, vai mostrar para o mundo que não faz desmatamento ilegal e que podemos duplicar nossa produção para ajudar o mundo, sem precisar de um hectare sequer a mais do que já utilizamos hoje. É uma atividade, hoje, fundamental e essencial”, defendeu o ministro.

A diretora de Apoio à Inovação para Agropecuária do Mapa, Sibelle Silva, explica que o 5G não se restringe à conexão no campo, já que o edital para participar do leilão dessa banda previu que as empresas ganhadoras da faixa de conexão se comprometeriam com contrapartidas fundamentais para o agro ao levar conectividade 4G para estradas federais e diversas localidades remotas.

“Portanto, o 5G tem dois aspectos que considero fundamentais para iluminação no campo. O primeiro é o acesso à internet 4G em áreas estratégias para o agro e o outro é a criação da mais moderna internet das coisas no meio rural. O 5G será uma mudança de paradigma, queremos antecipar o futuro do agro”.

Para conectar o agro à internet, o Mapa ainda conta com a iniciativa das Comunidades Conectadas, atendendo assentamentos, escolas e áreas rurais remotas. A tecnologia se dá via satélite aproveitando a estrutura de torres já existentes para a conexão de dados em banda larga a partir de faixa dedicada a essa transmissão com qualidade para locais de difícil acesso.

A perspectiva é que a conectividade satelital pelas Comunidades Conectadas chegue a 250 pontos em regiões brasileiras de baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) a partir do satélite do programa Governo Eletrônico – Serviço de Atendimento ao Cidadão (Gesac). Os pontos estão distribuídos prioritariamente nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Pela iniciativa, já foram instalados mais de 60 pontos nos estados de Alagoas, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba e Sergipe.


--Continua depois da publicidade--

Gustavo Praiadohttps://www.cenariomt.com.br
Atualmente, trabalha na equipe do portal CenárioMT, produzindo conteúdo sobre economia, esportes e direitos da população brasileira, gosta de assistir séries, filmes de ação e de videogames. Editor também em conteúdos regionais, sempre atento as tendências que o internauta procura para ficar bem informado.

Publicidade

Redes sociais

107,370FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,127SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

Lucas do Rio Verde
Gestores e coordenadores da Rede Municipal foram empossados nesta sexta-feira (21) em Lucas do Rio Verde
janeiro 21, 2022
Lucas do Rio Verde
‘Férias na Biblioteca’ inicia ações do ano com oficinas da Secretaria de Cultura em Lucas do Rio Verde
janeiro 21, 2022
ACOMPANHAMENTO
Covid-19: Miguel Vaz diz que situação está sendo atentamente monitorada, mas não descarta medidas rígidas
janeiro 21, 2022
COVID-19
Com 186 novos casos, Lucas do Rio Verde chega a 585 pessoas contaminadas
janeiro 21, 2022