22.5 C
Lucas do Rio Verde
terça-feira, 21 setembro, 2021
InícioCENÁRIO AGROPrograma Floresta + tem novo eixo voltado para bioeconomia

Programa Floresta + tem novo eixo voltado para bioeconomia

Ideia é incentivar o pagamento por serviços ambientais para estimular a conservação ambiental
Por CenarioMT

O Programa Floresta + conta agora com novo eixo, o Floresta + Bioeconomia voltado ao pagamento por prestação de serviços ambientais de quem preserva o meio ambiente. Os serviços ambientais são considerados atividades de melhoria, recuperação, monitoramento e conservação da vegetação nativa em todos os biomas.

A ideia da modalidade Floresta + Bioeconomia é conscientizar os compradores de produtos extrativistas para que eles não paguem só pelo produto, mas também pela contribuição que esses trabalhadores dão à preservação das florestas.


--Continua depois da publicidade--

“O Governo Federal está criando um mercado de serviços ambientais que remunera quem cuida de florestas. Um dos componentes dele é a economia extrativista. Essa ideia surgiu de algumas visitas que nós fizemos nas comunidades, especialmente na Amazônia, e lá nós podemos perceber que o extrativista protege o território. Então, além do produto que ele extrai da floresta, ele faz uma atividade de proteção, de monitoramento desse território, de combate a incêndio. E com isso ele deveria ser remunerado”, disse o ministro do Meio Ambiente Joaquim Leite.

O pagamento pelos serviços ambientais seria feito pela iniciativa privada. “O comprador, a empresa que comprar os produtos da bioeconomia deveria reconhecer esse extrativista e remunerá-lo mensalmente, independente do volume de produto que ele compra desse extrativista, independente da variação de preço e de volume na safra. Por que? Porque o extrativista faz todo dia a proteção da floresta no território”, detalhou o ministro.

Joaquim Leite disse que deverá ir à Amazônia para lançar um acordo onde o setor privado reconheça essa atividade.

Floresta + Sustentabilidade

A Floresta + Sustentabilidade foi instituído por portaria essa semana e tem entre os seus objetivos:


--Continua depois da publicidade--

– O reconhecimento da contribuição direta das atividades de manejo florestal sustentável, madeireiro ou não madeireiro, para a proteção das florestas;
– A criação de arranjos comerciais e fomento da inovação para destacar, reconhecer e remunerar os serviços ambientais realizados por quem atua na conservação da floresta;
– O incentivo à produção florestal madeireira e não madeireira oriunda das florestas nativas do Brasil, fomentando a inovação, estruturação e o desenvolvimento, dessa cadeia por meio do Pagamento por Serviços Ambientais;
– O incentivo à remuneração das atividades de monitoramento, conservação e recuperação de vegetação nativa, possibilitando a garantia de renda, gerando estabilidade e incentivos à manutenção das áreas de floresta; e
– Ações empreendedoras que tenham potencial de valorizar o mercado de pagamentos por serviços ambientais.

Programa Floresta +

O programa foi lançado no ano passado pelo Ministério do Meio Ambiente para criar, fomentar e consolidar o mercado de serviços ambientais, reconhecendo e valorizando as atividades ambientais realizadas e incentivando a sua retribuição monetária e não monetária em todos os biomas brasileiros: Amazônia, Cerrado, Caatinga, Mata Atlântica, Pantanal e Pampa.

O Pagamento por Serviços Ambientais vem a ser uma remuneração realizada por indivíduos ou organizações, públicas ou privadas, de âmbito nacional ou internacional, aos prestadores de serviços ambientais, de forma direta ou indireta, monetária ou não monetária.

A remuneração pelos serviços ambientais é uma forma encontrada para promover a conservação ambiental. “O programa cria um mercado de serviços ambientais. O que é isso? Reconhecer e remunerar quem cuida de florestas. Essa é uma das soluções que está no nosso plano de combate ao desmatamento, uma solução que traz a geração do emprego do guarda florestal, a geração do emprego de alguém que protege as florestas, monitora ambientalmente o território, previne incêndio, combate incêndio”, destacou o ministro Joaquim Leite.

O Programa Floresta + é destinado a pessoas ou empresas, grupo familiar ou comunitário que de alguma forma executam as atividades de serviços ambientais em áreas mantidas com cobertura de vegetação nativa ou sujeitas à recuperação.

Além da Sustentabilidade, já foram lançados os eixos: Floresta+ Carbono e Floresta+ Empreendedor, junto ao Sebrae.

Gustavo Praiadohttps://www.cenariomt.com.br
Atualmente, trabalha na equipe do portal CenárioMT, produzindo conteúdo sobre economia, esportes e direitos da população brasileira, gosta de assistir séries, filmes de ação e de videogames. Editor também em conteúdos regionais, sempre atento as tendências que o internauta procura para ficar bem informado.

Redes sociais

107,336FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,038SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

LOGÍSTICA
Mendes crê em concorrência de modais para beneficiar setor produtivo regional
setembro 20, 2021
ferrovia em Lucas
Em Lucas Mauro Mendes assina contrato para construção da 1ª Ferrovia Estadual; Acompanhe ao vivo
setembro 20, 2021
Lucas do Rio Verde
Covid-19: Confira quem está sendo vacinado em Lucas do Rio Verde nesta semana
setembro 20, 2021
PRIMEIRA DOSE
Luverdenses de 19 anos completos ou mais são convocados para vacinação contra a Covid-19
setembro 20, 2021