22.5 C
Lucas do Rio Verde
sábado, 29 janeiro, 2022
Publicidade
InícioCENÁRIO AGROPrazo para Autorização Provisória de Funcionamento de Atividade Rural foi prorrogado por...

Prazo para Autorização Provisória de Funcionamento de Atividade Rural foi prorrogado por 12 meses

O documento autoriza a atividade de agricultura e pecuária extensiva e semi-extensiva em Mato Grosso; dos cerca de 116 mil cadastros na base de dados, 49 mil já foram analisados pelo órgão ambiental
Por CenárioMT com Assessorias

A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), alerta aos Associados, acerca da prorrogação da Autorização Provisória de Funcionamento de Atividade Rural (APF), no âmbito da Licença Ambiental Única (LAU). A licença é necessária para autorizar o exercício da atividade de agricultura e pecuária extensiva e semiextensiva até 31/12/2022, atendidos os procedimentos em lei.

O Decreto Estadual foi publicado visando a prorrogação até 31/12/2022 para oportunizar a todos que aderiram à Autorização Provisória de Funcionamento (APF) o direito de requerer a Licença Ambiental Única, nos moldes do art. 10 do Decreto nº 262/2019.


--Continua depois da publicidade--

De acordo com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) a validade da APF foi prorrogada de modo automático, até 31 de dezembro de 2022. O decreto nº 1.244/2022 foi publicado na edição Extra nº2 do Diário Oficial do Estado que circulou nesta quarta-feira (05.01). O documento autoriza a atividade de agricultura e pecuária extensiva e semi-extensiva em Mato Grosso.

Ainda conforme a Sema, a prorrogação é necessária para a continuidade das atividades produtivas até o término das análises e validações dos Cadastros Ambientais Rurais (CAR) e a regularização ambiental dos imóveis rurais. Após essa etapa, deve ser requerida a Licença Ambiental Única (LAU).

As análises e validações do CAR estão em andamento em Mato Grosso, que é uma dos estados com maior implementação do Cadastro do País. Dos cerca de 116 mil cadastros na base de dados, 49 mil foram analisados, o que representa 40% da área total. A média de análises no Brasil é de cerca de 3% dos CARs, aponta o Serviço Florestal Brasileiro (SFB).

Os produtores ou representantes legais que já possuem a APF devem acessar o sistema e imprimir novamente o documento com a nova data. Acesse o sistema pelo link.


--Continua depois da publicidade--

 Como emitir a APF

Para emitir a APF, o interessado deve acessar o sistema por meio do site da Sema (ww.sema.mt.gov.br) com o Certificado Digital (Token) do produtor ou responsável legal e inscrição do imóvel rural no Simcar. O solicitante deverá preencher o requerimento padrão da APF e assinar eletronicamente o Termo de Compromisso Ambiental (TCA) se comprometendo com a regularização de áreas que forem indicadas com passivos ambientais na validação do CAR.

A Autorização Provisória de Funcionamento (APF) foi instituída para permitir que os produtores ou possuidores de imóveis rurais continuem com suas atividades no período em que a Sema faz adequações na Licença Ambiental Única (LAU) para atender às mudanças do novo Código Florestal Brasileiro (Lei nº 12.651/2012).

Celso Ferreira Neryhttps://www.cenariomt.com.br
É formado em Jornalismo. Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do CenárioMT produzindo conteúdo sobre política, economia e esporte regional.

Publicidade

Redes sociais

107,409FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,127SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

Lucas do Rio Verde
Prefeito Miguel Vaz e gestores do Estado discutem recursos para a saúde luverdense
janeiro 29, 2022
Lucas do Rio Verde
Pavimentação da Estrada da Baiana é discutida junto a municípios durante visita do vice-governador
janeiro 29, 2022
CAMPEONATO MATO-GROSSENSE
Luverdense recebe o Cuiabá neste sábado em busca de reabilitação no Estadual
janeiro 29, 2022
Fim de semana chuvoso
Bastante pancadas de chuvas em MT: Lucas do Rio Verde e Sorriso estão na faixa amarela
janeiro 28, 2022