Participação de fêmeas no abate de bovinos em Mato Grosso cai pela primeira vez em 2024

Fonte: CenárioMT

Indea divulga atualização de estoque de bovinos; MT se mantém na liderança com maior rebanho do país
Em 2023 Mato Grosso abateu 400 mil matrizes a mais do que em 2022, o que resultou em queda no número de animais bovinos. - Foto por: Tchélo Figueiredo/Secom

Em junho de 2024, pela primeira vez no ano, a participação de fêmeas no abate total de bovinos em Mato Grosso ficou abaixo de 50%, de acordo com o Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT). No mês, o estado enviou 600,74 mil bovinos para o abate, um volume 4,26% menor em comparação a maio de 2024.

A participação de fêmeas no abate total de bovinos foi de 49,72%, o menor índice dos últimos seis meses e 1,78 pontos percentuais abaixo do registrado em junho de 2023. A variação anual dos abates de fêmeas também mostrou uma redução, ficando em +11,57% em junho de 2024 em comparação ao mesmo período do ano anterior, quando o indicador estava em torno de 36%.

Apesar de a participação de fêmeas em 2024 estar acima da média histórica, a intensidade dos abates vem diminuindo, indicando uma transição no ciclo pecuário deste ano. Esta retração na participação de fêmeas e na variação anual reforça a mudança no ciclo pecuário, com uma possível diminuição na oferta de animais para as indústrias de Mato Grosso no curto prazo.

É formado em Jornalismo. Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do CenárioMT produzindo conteúdo sobre política, economia e esporte regional.