Mato Grosso registra aumento nas exportações de milho impulsionado por maior oferta e novos mercados

Exportações de milho em maio de 2024 cresceram 39,86% em relação ao mesmo período de 2023, com a China como principal destino

Fonte: CenárioMT

88e9b0e1 a5b9 4130 9ac0 4378d5f100aa
Movimentação de cargas no Porto de Paranaguá (PR) - Foto: APPA

As exportações de milho de Mato Grosso atingiram 0,33 milhões de toneladas em maio de 2024, representando um aumento significativo de 39,86% em comparação ao mesmo período de 2023, conforme dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex). Esse crescimento é atribuído principalmente ao aumento da oferta de cereal disponível no estado, decorrente da produção elevada na safra 2022/2023.

No acumulado da safra 2022/2023, de julho de 2023 a maio de 2024, os envios totalizaram 29,16 milhões de toneladas. Esse volume representa um acréscimo de 11,78% em relação ao ciclo anterior, de julho de 2022 a maio de 2023. A produção aumentada permitiu não só atender à demanda tradicional, mas também abrir novos mercados internacionais.

A maior oferta de milho no estado contribuiu significativamente para a entrada em novos mercados, destacando-se a China como um dos principais destinos. Mesmo com a ausência de compras chinesas nos últimos dois meses (abril e maio), o país asiático importou 16,19 milhões de toneladas de milho durante o período de julho de 2023 a maio de 2024. Esse volume corresponde a 55,53% do total exportado pelo estado nesse intervalo.

Com apenas um mês restante para o término do ciclo de exportação da safra 2022/2023, o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) projeta que o volume total de milho exportado deve alcançar 29,85 milhões de toneladas. Esse desempenho reforça a posição de Mato Grosso como um dos principais exportadores de milho do Brasil, impulsionado pela capacidade de produção e expansão para novos mercados.

O aumento expressivo nas exportações de milho reflete a capacidade de adaptação e expansão dos produtores de Mato Grosso, que conseguiram não só aumentar a produção, mas também conquistar novos mercados estratégicos. A continuidade desse crescimento dependerá de fatores como condições climáticas, políticas de comércio exterior e demanda global. No entanto, os números atuais indicam um cenário positivo e promissor para o setor.

Este cenário ressalta a importância do planejamento estratégico e da inovação no agronegócio mato-grossense, posicionando o estado como um líder no mercado global de milho.

É formado em Jornalismo. Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do CenárioMT produzindo conteúdo sobre política, economia e esporte regional.