24.3 C
Lucas do Rio Verde
quarta-feira, 26 janeiro, 2022
Publicidade
InícioCENÁRIO AGROInfestação de gafanhoto preocupa produtor rural em Mato Grosso

Infestação de gafanhoto preocupa produtor rural em Mato Grosso

Órgãos estaduais, como Empaer, Sema e Indea, foram acionados. Equipe técnica está empenhada em controlar a praga que também ameaça propriedades vizinhas
Por CenárioMT com Assessoria

Uma propriedade rural localizada em Poxoréo, região leste de Mato Grosso, está sendo alvo de gafanhotos. A nuvem já devastou o pomar e avançava para o milharal e propriedades vizinhas. Preocupado, o produtor rural já acionou órgãos técnicos ligados a agricultura. Técnicos da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) estiveram esta semana na propriedade. Eles estão empenhados em auxiliar o produtor no controle de uma infestação de  gafanhoto que vem causando transtorno na região.

Os técnicos da Empaer foram até a propriedade do agricultor Almiro Franco, 83 anos, na terça-feira (04.01). Foi confirmada a intensidade dos ataques dos insetos que consumiram toda a vegetação do local.


--Continua depois da publicidade--

A propriedade está localizada no Distrito de Alto Coité, a 10 km de Poxoréu e 30 km de Primavera do Leste. Há cinco dias, o produtor percebeu a praga em seu pomar e que avançava para a lavoura do milho. O técnico Fernando Thiago explica que foram recomendadas para o produtor duas opções: o controle químico ou os inseticidas biológicos.

“Uma aplicação aérea com controle químico afetaria as áreas vizinhas por estarem próxima das casas do Distrito. Tem ainda a opção do uso do jato dirigido com bombas motorizadas atingindo a parte mais baixa e que diminui a incidência com a aplicação dos inseticidas biológicos à base de beauveria bassiana ou metarhizium anisopliae. Nesse caso, o processo é mais lento por ser biológico e não atingir os insetos mais desenvolvidos”.

Segundo Fernando, a equipe está empenhada em ajudar o produtor na melhor maneira para controlar a praga. “Já percebemos que os insetos estão seguindo para as propriedades vizinhas e a incidência será maior assim que perceberem o fim da vegetação e buscando mais alimento”.

Primeiro registro

O secretário de Desenvolvimento, Agricultura e Meio Ambiente, José Nilton Pereira dos Santos, disse que é a primeira vez que a cidade registrou uma infestação de gafanhoto. “Logo que recebemos a informação, fomos à propriedade e confirmamos o ocorrido. Já entramos em contato também com uma equipe do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado (Indea) para auxiliar em orientações. Percebemos que a nuvem segue para as propriedades vizinhas do senhor Almiro”.


--Continua depois da publicidade--

O produtor conta que ficou desesperado e sem saber o que fazer. “Eles já comeram toda folhagem das mangueiras, goiabeiras e dos cajueiros. É desolador ver 15 anos de trabalho e dedicação desaparecer em horas. Agora começaram na lavoura do milho. Aqui, é a primeira vez que isso acontece”.

Almiro destaca que logo que buscou orientação foi atendido. “Entrei em contato com a Secretaria de Desenvolvimento, Agricultura e Meio Ambiente e a Empaer e fiquei aliviado quando a equipe esteve na propriedade e garantiu que irá buscar uma solução para o meu problema”.

Celso Ferreira Neryhttps://www.cenariomt.com.br
É formado em Jornalismo. Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do CenárioMT produzindo conteúdo sobre política, economia e esporte regional.

Publicidade

Redes sociais

107,379FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,125SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

CLÁSSICO REGIONAL
Em busca da segunda vitória, Luverdense e Nova Mutum se enfrentam nesta quarta-feira
janeiro 26, 2022
NOITE AGITADA
Homem é baleado na perna por causa de suposta dívida em Lucas do Rio Verde
janeiro 25, 2022
VIOLENCIA EXTREMA
Cabeça de pessoa é encontrada próximo a container em Lucas do Rio Verde
janeiro 25, 2022
DIFÍCIL CONTROLE
Pra conter avanço da cigarrinha, produtores cogitam vazio sanitário para não comprometer safra de milho em MT
janeiro 25, 2022