21.6 C
Lucas do Rio Verde
quarta-feira, 01 dezembro, 2021
InícioCENÁRIO AGROFalta carne na mesa: comer é cada dia mais um desafio no...

Falta carne na mesa: comer é cada dia mais um desafio no Brasil

Por Ethieny Karen e Thalya Godoy do Yahoo

Muito mais do que apenas parar de se alimentar com carne de origem animal, pessoas vegetarianas e veganas procuram uma vida com menor impacto ambiental e o respeito aos animais.

A busca por essa filosofia de vida tem aumentado, é o que aponta uma pesquisa realizada pelo MindMiners, em que 30% dos entrevistados que pensam em mudar sua forma de alimentação pretendem adotar o vegetarianismo.


--Continua depois da publicidade--

Uma pesquisa realizada pela Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB), em parceria com a Ipec (Inteligência em Pesquisa e Consultoria), indica que 46% dos brasileiros já deixam de comer carne, por vontade própria, pelo menos uma vez na semana.

Na contramão de quem não tem escolha, o consumo de carne em 2021 também caiu devido à alta nos preços dos alimentos. Pesquisa do Datafolha, realizada entre 13 a 15 de setembro, aponta que 67% da população brasileira reduziu o consumo de carne vermelha. Foi a maior diminuição entre os itens pesquisados. Proteína de frango, porco e outros tipos tiveram queda de 39% no consumo.

A triste consequência disso tem sido as cenas cada vez mais comuns de filas para doação de ossos e restos bovinos, carcaças de peixes voltando à mesa dos brasileiros e a alta na procura e nos preços do pés de frango.

Impacto do consumo de carne e a agropecuária

Dados de uma pesquisa a respeito da biomassa na Terra realizada pela Weizmann Institute of Science, de Israel, que foi publicada pelo Proceedings of the National Academy of Sciences, dos Estados Unidos, demonstra que entre os mamíferos, 60% são animais de pecuária, como porcos e vacas destinados à alimentação, 36% são humanos e os 4% restantes são animais selvagens.


--Continua depois da publicidade--

Entre as aves, cerca de 70% são domésticas e somente 30% são selvagens.

A devastação ambiental também é alta. No Brasil, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o desmatamento da Amazônia nos últimos 12 meses é o mais intenso dos últimos dez anos. Entre essas áreas, estão zonas desmatadas que são utilizadas para dar lugar à indústria agropecuária, entre cultivo e pastagens de animais ruminantes.

A utilização de recursos hídricos também é alarmante. Análise de imagens de satélite de todo território nacional realizada entre 1985 e 2020, realizada pela equipe da MapBiomas, aponta uma perda de 15% da superfície de água desde o começo dos anos 1990.

Dentre os maiores fatores para essa perda estão relacionados a agricultura, pecuária, pesca, aquicultura, produção florestal, como responsáveis por 97,4% do consumo total de água no Brasil em 2017, apontam dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Taylison Santos, gerente de Campanhas do Fórum Animal, pontua a importância da alimentação vegetal, mas também do cuidado com esse alimento e o solo onde ele é plantado.

“Se existe uma rotação de cultura, um acompanhamento das necessidades daquele solo, se tem rios, mata e tudo que é feito na agrofloresta é pensado, esse tipo de plantação é muito benéfica”, ele explica.

https://www.cenariomt.com.br/economia/por-que-esta-tao-caro-comer-o-basico-no-brasil/

Altas do pão e da margarina deixam café da manhã 9,4% mais caro

© CenárioMThttps://www.cenariomt.com.br
CenárioMT - Publicamos notícias diariamente no portal!

Redes sociais

107,359FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,094SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

Em Lucas
Polícia investiga furto de carga de materiais recicláveis avaliada em R$ 15 mil
novembro 30, 2021
SUSPEITO DO PÁLIO PRETO
Homem com diversas passagens é preso após roubo em Lucas do Rio Verde
novembro 30, 2021
EDUCAÇÃO
Assessoria Pedagógica de Lucas do Rio Verde será transformada em Núcleo Regional de Educação 
novembro 30, 2021
Lucas do Rio Verde
Celebrações de Ano Novo em Lucas do Rio Verde não serão realizadas por precaução sanitária
novembro 30, 2021