Exportações brasileiras de ovos crescem 18,6% em junho, impulsionadas pelo Catar

Fonte: CenárioMT

eggs 3183410 1920
Foto: pixabay

Dados da Secex compilados e analisados pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) revelam que as exportações brasileiras de ovos (produtos in natura e processados) totalizaram 1,606 mil toneladas em junho, um aumento de 18,6% em relação a maio. Este crescimento foi impulsionado principalmente pelas compras do Catar. Junho marcou o terceiro mês consecutivo de aumento nas exportações, atingindo o melhor desempenho desde fevereiro deste ano. No entanto, o volume exportado ainda ficou 65,8% abaixo do registrado em junho de 2023.

No mercado doméstico, as pesquisas do Cepea indicam que a liquidez continua baixa no início de julho, com as cotações variando pouco na maioria das praças acompanhadas. Este cenário reflete uma demanda interna ainda contida, contrastando com o aumento observado nas exportações.

O aumento contínuo das exportações brasileiras de ovos aponta para uma recuperação gradual do setor no mercado internacional, apesar dos volumes ainda serem significativamente menores do que os registrados no ano passado. A demanda do Catar tem sido um fator crucial para este crescimento recente.

No mercado doméstico, a baixa liquidez sugere que os produtores e comerciantes precisam adotar estratégias para estimular a demanda interna e melhorar a circulação dos produtos. A estabilidade das cotações indica que, apesar das exportações em alta, o mercado interno ainda enfrenta desafios para alcançar um equilíbrio satisfatório entre oferta e demanda.

Com o cenário atual, é fundamental que o setor acompanhe de perto as tendências internacionais e internas, ajustando suas estratégias de produção e comercialização para maximizar as oportunidades de crescimento e enfrentar os desafios do mercado.

É formado em Jornalismo. Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do CenárioMT produzindo conteúdo sobre política, economia e esporte regional.