28.6 C
Lucas do Rio Verde
terça-feira, 24 maio, 2022
Publicidade
InícioCENÁRIO AGROBons prêmios incentivam plantio de soja convencional em Mato Grosso

Bons prêmios incentivam plantio de soja convencional em Mato Grosso

REDAÇÃO CENÁRIOMT

Os agricultores ainda estão tomando as últimas decisões sobre o plantio da safra 2020/2021. De acordo com dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), mais de 40% dos produtores rurais não definiram se plantarão sementes transgênicas ou convencionais.

 


--Continua depois da publicidade--

O presidente do Instituto Soja Livre, Endrigo Dalcin, salienta as vantagens das variedades convencionais: “há um nicho de mercado muito importante que os produtores rurais mato-grossenses e brasileiros podem atingir. A Europa é consumidora e buscamos alterações na legislação chinesa para que a convencional também entre no País”.

 

Além disso, o ISL trabalha para que haja bons prêmios pagos para os agricultores que cultivem variedades convencionais. Dados do IMEA apontam que a área de soja convencional vem diminuindo drasticamente em Mato Grosso – caiu de 18% do total na safra 2017/18 para 5% na safra 2019/20.

 


--Continua depois da publicidade--

Segundo Dalcin, os prêmios não animaram os agricultores que buscaram a segurança das variedades transgênicas. “Porém, verificamos nos últimos dias prêmios de 10 a 12 reais por saca justamente por causa da queda na produção esperada. O mercado lá fora está em alerta para a baixa produção de soja convencional e deve oferecer melhores prêmios no próximo ciclo”, explica.

 

O custo operacional de produção não apresenta muita diferença entre soja convencional e transgênica. O IMEA estimou que o hectare de soja transgênica custa R$ 3.482,00 e o de convencional custa R$ 3.600,00. Há pouca diferenciação nos custos de sementes: a transgênica represente 9% do custo, a convencional 7%, e em relação a defensivos, a transgênica 25% do custo operacional e a convencional 28%.

 

Apoio ao plantio

 

Neste ano, os agricultores que plantaram soja convencional nas safras 2017/18 e 2018/19 começaram a receber novamente prêmios pelos grãos comercializados como transgênicos. Os valores – US$ 9 por saca, são da LIDL, a maior rede de supermercados da Europa e foram direcionados para fomentar o plantio de soja livre de transgênicos no Brasil por meio do Programa de Incentivo à Soja Convencional. O programa é gerenciado pelo Instituto Soja Livre, Fundação Pró-Terra e Food Chain ID.

 


--Continua depois da publicidade--

Instituto Soja Livre

 

O Instituto Soja Livre é uma associação sem fins lucrativos que defende o direito de cada produtor de escolher a qualidade do grão que deseja plantar em cada safra.  O objetivo é fomentar o plantio de soja convencional, feito especialmente por pequenos e médios agricultores para atender um nicho de mercado importante.


--Continua depois da publicidade--
© CenárioMThttps://www.cenariomt.com.br
CenárioMT - Publicamos notícias diariamente no portal!

Publicidade


Publicidade

Lucas do Rio Verde

SEMILIBERDADE!
Funcionamento da Casa Semiliberdade é discutido entre vereadores e membros de comissão
maio 24, 2022
MOTOCIATA
Vereador desafia Bolsonaro a participar de motociata pela BR 163, entre Nova Mutum e Sinop
maio 24, 2022
Lucas do Rio Verde
Troca de cartões Ser Família Emergencial será na Secretaria de Assistência Social
maio 23, 2022
Mato Grosso
Homem é preso com 17 kg de drogas em Lucas do Rio Verde
maio 23, 2022