21.6 C
Lucas do Rio Verde
domingo, 28 fevereiro, 2021
Início CENÁRIO AGRO Abate de bovinos recua 7,74% em janeiro de 2021 ante a dezembro...

Abate de bovinos recua 7,74% em janeiro de 2021 ante a dezembro passado

Por Cenário MT/IMEA

Segundo os dados do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (IndeaMT), em janeiro Mato Grosso abateu 367,21 mil cabeças de bovinos, das quais 225,05 mil foram de machos, decréscimo de 15,57% no comparativo com o mês anterior. Já o volume de fêmeas foi de 142,15 mil cabeças, acréscimo de 8,12% no mesmo comparativo.

Um dos principais motivos que influenciaram para este cenário foi à oferta mais escassa dos machos e, para atender à demanda interna e aproveitar a alta na arroba, alguns pecuaristas decidiram continuar descartando suas vacas neste período.


--Continua depois da publicidade--

É valido ressaltar que, no comparativo com dezembro do ano passado, todas as regiões do estado – com exceção da região nordeste (+0,61%) – apresentaram decréscimos no número de bovinos abatidos, sendo as regiões sudeste (-20,66%), oeste (12,40%) e centro-sul (-7,25%) as que tiveram as maiores quedas.

Diante disso, para o curto prazo é esperada uma maior contenção de fêmeas no estado, o que pode restringir ainda mais a oferta dos animais ao abate.

  • Nesta semana, o mercado da bovinocultura de corte apresentou variação positiva de 1,67% para o boi gordo e de 1,47% para a vaca gorda, ante a semana passada. Nesse sentido, foram cotados a R$ 284,53/@ e R$ 273,48/@, respectivamente.
  • No mercado de reposição, o bezerro de ano novamente apresentou variação positiva. Sendo assim, fechou na média de R$ 2.616,26/cab., acréscimo de 0,48% ante a semana passada.
  • Algumas plantas frigoríficas espaçaram suasescalas devido ao feriado e, com isso, a média do estado apresentou avanço de 0,10 dia no comparativo semanal e ficou próxima dos 4,13 dias.
  • Mesmo com o avanço nas cotações do boi gordo e do bezerro de ano, a maior valorização semanal da arroba do boi gordo fez com que a relação de troca boi/bezerro apresentasse alta. Assim, o indicador fechou a 1,85 cab./cab., incremento de 0,60% em relação à semana passada.

PREÇOS MAIS PRÓXIMOS

Desde julho do ano passado o diferencial de base MT-SP demonstrou uma tendência de estreitamento entre os estados e, no mês de jan.21, este indicador ficou em -5,79% – o menor patamar observado dos últimos 12 meses.


--Continua depois da publicidade--

Esse cenário está atrelado à valorização mais acentuada da arroba mato-grossense ante a paulista – a qual está sendo causada pela oferta reduzida de animais.

Para se ter ideia, em janeiro de 2021, a média do boi gordo a prazo em Mato Grosso foi de R$ 272,21/@, livre de Funrural, com valorização de 9,05% no comparativo mensal. Enquanto isso, em São Paulo, o boi gordo a prazo ficou cotado na média dos R$ 289,46/@, também livre de impostos, mas com variação mensal menor, de 8,59%. Sendo assim, o diferencial entre as praças apresentou recuo de 3,88 p.p. ante a jan.20.

Diante disso, para o próximo mês é esperado que as cotações se mantenham em alta, uma vez que, além de escassez de boi ofertado, a maior retenção de fêmeas pode contribuir para este cenário.



- Publicidade -

Últimas no CenárioMT

Lucas do Rio Verde

ATROPELAMENTO
Desentendimento por carne termina com homem atropelado em Lucas do Rio Verde
fevereiro 28, 2021
estado em Alerta
Lucas do Rio Verde registra mais uma morte de COVID-19 neste domingo e totaliza 88 óbitos
fevereiro 28, 2021