Idosa vence o coronavírus aos 103 anos e comemora bebendo cerveja

0
Hypeness

O que você faria para comemorar ter se curado da doença que ameaça o mundo atualmente? Uma mulher de 103 anos, em Massachusetts, nos Estados Unidos, vendeu a covid-19 e abriu uma cervejinha. Nada mais justo, né?

A polonesa Jennie Stejna foi a primeira a testar positivo para coronavírus na casa de repouso onde mora. A instituição já tem cerca de 33 infectados, todos com idades consideradas parte do grupo de risco para a doença.

De acordo com a neta, Shelly Gunn, Jennie não entendeu muito o que era a covid-19, mas se sentia muito doente. Ela conta que até mesmo recebeu uma ligação do asilo pedindo para ela ir visitar a avó e dizer adeus.

Apesar de ter sido fortemente abalada pela doença, a senhorinha derrotou o vírus. No dia 13 de maio, Jennie já estava bem novamente.

Jennie viveu toda a sua vida em Massachusetts junto ao marido Teddy, que faleceu aos 82 anos. Casados em 1938, os dois ficaram juntos por 54 anos. “Ela é uma ávida jogadora de bingo, gostava de ler e de fazer crochê até ter artrite”, disse a neta ao jornal local. De acordo com ela, a avó é “fã de esportes hardcore de Boston. Ela costumava sentar do lado de fora e ouvir os jogos do time de beisebol de Boston, o Red Sox, no rádio”.

Jennie Stejna tem dois filhos, três netos, quatro bisnetos e três tataranetos. Agora, curada de covid-19, tem como seu maior desejo ver um jogo novamente. Por aqui estamos torcendo para essa pandemia passar logo e receber notícias de Jennie se divertindo enquanto assiste a uma partida – com uma cervejinha na mão, é claro!


Amazonia 03 de Junho