Após anúncios de voltas do Inglês e do Italiano, jornal francês ironiza: “Somos idiotas?”

0
Foto: Reprodução/L'Equipe

Com o anúncio dos retornos dos Campeonatos Inglês e Italiano, a França passou a ser a única das cinco grandes ligas europeias que não terá a sua temporada concluída. A Ligue 1 foi a primeira do grupo de elite a tomar uma decisão. Ainda no dia 30 de abril, resolveu encerrar o campeonato. Tudo isso provocou uma capa dura e irônica do “L’Equipe”, principal jornal esportivo do país.

Em sua primeira página da edição desta sexta, o diário pergunta: “Somos idiotas?”, ou, em tradução literal, “Como idiotas?”.

O jornal destaca que, passado um mês após a decisão da LFP (liga que organiza as duas primeiras divisões francesas), a Alemanha retomou seu campeonato, e Espanha, Inglaterra e Itália marcaram datas para a retomada.O “L’Equipe” ainda destaca a luta incessante do Lyon, e seu presidente Jean-Michel Aulas, contra a decisão da LFP.

Nesta quinta, o primeiro-ministro francês, Edouard Philippe, fez um longo discurso sobre as próximas etapas de combate ao contágio do coronavírus e relaxamento do isolamento. Ele declarou que os clubes poderão voltar aos treinos no dia 2 de junho. Mas não vê possibilidades para a volta imediata do Campeonato Francês.

– Eu não acho que é a hora. Espero queseja em breve, e o começo da próxima temporada possa ocorrer em condições normais. Mas não cabe a mim comentar as decisões das ligas e federações. Os campeonatos, por dois meses e meio, foram interrompidos por razões consideráveis – declarou Philippe.

Mesmo com tal declaração, o Lyon divulgou novo comunicado reforçando sua vontade para que a temporada 2019/20 do Campeonato Francês seja retomado. O clube diz que, após a liberação para treinos a partir de 2 de junho, ainda há tempo hábil para a conclusão do torneio, que foi encerrado na 28ª rodada.

– A autorização concedida aos clubes profissionais para retomar o treinamento a partir de 2 de junho confirma que a decisão de interromper as competições foi precipitada, prematura e contrária às recomendações da UEFA, como o clube enfatizou constantemente desde essa decisão que esta decisão em 30 de abril – diz o comunicado do Lyon.

Em seu perfil oficial no Twitter, o presidente Jean-Michel Aulas publica várias mensagens ao longo do dia atacando a LFP e dando argumentos para o retorno das competições. Ao “L’Equipe”, ele também reforçou que quer a volta do Campeonato Feminino, competição no qual o Lyon foi declarado campeão.

Porém, a possibilidade de a liga rever sua decisão é nula. Ao menos é o que a própria LFP garantiu à agência AFP ainda nesta quinta, após o discurso de Edouard Philippe.

Além do Lyon, o Amiens e o Toulouse, ambos rebaixados, recorreram ao Conselho de Estado, a mais alta instância jurídica do direito administrativo francês, contra a decisão de encerrar a temporada.


Amazonia 03 de Junho