Prefeito anuncia novo toque de recolher e discute protocolo para distribuir hidroxicloroquina

0
Foto: Rogério Florentino Pereira/ OD

O prefeito de Tangará da Serra (240 km de Cuiabá), Fábio Martins Junqueira (MDB), anunciou nesta sexta-feira (22) a retomada do toque de recolher como medida para combater a pandemia do novo coronavírus. Junqueira afirmou ainda que está sendo criado um protocolo para utilização da hidroxicloroquina.

Informação foi divulgada pela rede social do prefeito. Tangará registra 48 pessoas contaminadas por coronavírus. Total de 22 pessoas já estão curadas, 25 em isolamento domiciliar e uma que segue internada em enfermaria. 295 casos foram descartados e 57 estão em investigação.

A Prefeitura de Tangará da Serra já havia decretado toque de recolher no mês de março. A medida foi bastante criticada por parte dos moradores. A mobilidade será restringida entre 20h e 6h. Junqueira alertou que o objetivo não é entrar em rota de colisão com a população, muito menos realizar prisões.

O Ministério da Saúde incluiu a cloroquina, e seu derivado hidroxicloroquina, no protocolo de tratamento para pacientes com sintomas leves de covid-19.

De acordo com o documento divulgado pela pasta, cabe ao médico a decisão sobre prescrever ou não a substância, sendo necessária também a vontade declarada do paciente, com a assinatura do Termo de Ciência e Consentimento.

Boletim estadual

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde de quinta-feira (21), 1.187 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 34 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. Os últimos dois óbitos foram notificados pelos municípios de São Pedro da Cipa e Várzea Grande.

Dos 1.187 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 626 estão em isolamento domiciliar e 428 estão recuperados. Há ainda 99 pacientes hospitalizados, sendo 52 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 47 em enfermaria.

No boletim, a SES também divulga que a rede do Sistema Único de Saúde (SUS) dispõe, atualmente, de 269 leitos de UTI e 877 leitos de enfermaria especificamente para pacientes com coronavírus no Estado – sendo que esses dados já incluem os novos leitos do Hospital Metropolitano.

Considerando o número total de casos em Mato Grosso, 50,1% dos diagnosticados são do sexo feminino e 49,9% masculino; além disso, 344 pacientes têm faixa-etária entre 31 a 40 anos. O documento ainda aponta que um total de 4.496 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 126 amostras em análise laboratorial.


Amazonia 03 de Junho