Secretaria de Saúde de Mato Grosso compra 10.900 sacos para manuseio de cadáveres 

0
Foto por: Christiano Antonucci

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) realizou, com base no fato de que o saco lacrado é um material não perecível – isto é, não tem validade – e levando em consideração o Protocolo de Manuseio de Cadáveres, a compra de 10.900 unidades de sacos que poderão servir às 11 unidades hospitalares de Mato Grosso, às unidades referenciadas para o atendimento de pacientes com a Covid-19 e ao Serviço de Verificação de Óbito (SVO), de forma a munir os profissionais da Saúde com os itens necessários à rotina hospitalar. Os valores dos contratos totalizam R$163.499,00.

De acordo com a área técnica de Vigilância Epidemiológica da SES, nos últimos 10 anos, Mato Grosso registrou uma média de 18 mil óbitos gerais por ano.

Neste contexto, é importante frisar que os sacos lacrados são utilizados em outras circunstâncias e não apenas naquelas que tratam do coronavírus. Este item é útil em qualquer situação que envolva uma doença infectocontagiosa.


Amazonia 03 de Junho