Governo Federal trabalha para salvar vidas e empregos durante pandemia

Entrega de equipamentos, programas de auxílio ao trabalhador e repatriação de brasileiros estão entre as medidas tomadas pelo governo

0

O governo do presidente Jair Bolsonaro completou, nesta sexta-feira (15), 500 dias. No Palácio do Planalto, foram destacas as ações no combate à pandemia do novo coronavírus.

“Temos ultrapassado os quinhentos dias com o desafio de mitigar os impactos econômicos da pandemia, sem comemorações”, disse o ministro-chefe da Casa Civil, Braga Netto, que se solidarizou com as famílias das vítimas da doença. Segundo ele, nos últimos cem dias, o governo realizou mais de 1.800 ações para minimizar os danos da população. “A Casa Civil, como centro de governo, vem cumprindo a sua missão de coordenação das ações transversais, interministeriais, sempre com foco na sinergia dos trabalhos”, completou.

Balanço do governo mostrou que, desde o início da pandemia, a prioridade foi garantir equipamentos de Proteção Individual para profissionais de saúde, abrir novos leitos de UTIS, testar a população, repatriar brasileiros, liberar recursos e facilitar créditos a empresas e trabalhadores.

As medidas de enfrentamento ao coronavírus vão ter um impacto de 1,27 trilhão de reais na economia. Desse total, R$ 218,8 bilhões são para ações de apoio à população vulnerável e aos trabalhadores; R$ 23,2 bilhões para ações de combate à pandemia; R$ 181,7 bilhões para auxílio a estados e municípios; e R$ 537,8 bilhões em medidas de fluxo de caixa e apoio à manutenção do emprego pelas empresas.


Para ajudar os trabalhadores durante a pandemia, o Governo Federal anunciou o Auxílio Emergencial, pago para mais de 50 milhões de trabalhadores informais, microempreendedores individual, autônomos e desempregados. E o lançamento do Benefício Emergencial para Preservação da Renda e do Emprego, que já ajudou a manter 7,2 milhões de postos de trabalho no País. Outra ação foi a liberação de uma linha de crédito especial de R$ 40 bilhões, com juros reduzidos, para pagamento de salário.


--Continua depois da publicidade ©--

Como apoio aos brasileiros que estavam no exterior e tiveram dificuldade de retornar ao Brasil após o início da pandemia, o Governo Federal viabilizou a repatriação de quase 22 mil brasileiros que estavam em 82 países.

Também foi acelerado o processo de digitalização de serviços federais, para desburocratizar e evitar deslocamentos desnecessários. Até agora, 1895 serviços federais podem ser acessados no portal gov.br, o que representa 55% do total.

Nas medidas de apoio à população, foi criado ainda o projeto Arrecadação Solidária para incentivar ações de solidariedade neste momento e apoiar entidades sem fins lucrativos que acolhem grupos vulneráveis. Desde que foi lançado, em abril, já recebeu R$ 3,2 milhões de 3.846 doadores.