Rota do Oeste atende 16 pessoas com sintomas suspeitos de novo coronavírus

0

As equipes médicas da Concessionária Rota do Oeste prestaram atendimento a 16 pessoas que passaram pela BR-163/MT e apresentaram algum dos sintomas indicativos de contaminação pelo novo coronavírus, desde a data em que a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou pandemia de Covid-19, na segunda semana de março deste ano, até 12 de maio.  No mesmo período, a empresa prestou 505 atendimentos clínicos diversos aos usuários que solicitaram algum tipo de auxílio.

O gerente de Operações da Rota do Oeste, Wilson Ferreira, esclarece que o monitoramento da Concessionária aponta que em dez situações, o pedido de ajuda chegou pelo 0800 065 0163, quatro pessoas foram até às bases e praça de pedágio da empresa e um dos atendimentos foi solicitado a um funcionário que passava pelo local onde estava o paciente.


-Continua depois da publicidade ©-

Dos 16 casos, nove avaliações médicas foram realizadas em postos de combustíveis, três nas bases de atendimento da Rota do Oeste, um em praça de pedágio e os outros três ocorreram na base da PRF, restaurante e empresa. Em todas as situações, os usuários foram encaminhados para unidades de saúde da região onde estavam, sendo dez deles atendidos na Baixada Cuiabana, quatro no sul do estado e dois ao norte da BR-163. Os responsáveis pelos atendimentos médicos na BR-163/MT seguem protocolos específicos para a situação e consideram como indicações suspeitas para a doença: gripe, tosse, cansaço, falta de ar, entre outros.

Segundo Ferreira, a Rota do Oeste também está traçando o perfil dos usuários que solicitam apoio e o levantamento demonstra que entre as pessoas atendidas com sintomas sugestivos de Covid-19 estão: cinco caminhoneiros, sete pessoas que passavam pela rodovia, um andarilho e três profissionais da área de saúde. “Todas essas informações são apresentadas ao Comitê criado para discutir especificamente as medidas que serão adotadas perante esse período de pandemia”.


Sobre a prevenção e os atendimentos, o gerente de Operações esclarece ainda que, ao final de cada atendimento prestado pelas equipes médicas e de resgate, as ambulâncias são higienizadas com produtos sanitizantes usados em centros cirúrgicos. Além disso, todos os profissionais usam roupas especiais e equipamentos de proteção individual. “Estamos adotando todos os cuidados previstos em protocolos de atendimento para este momento. Esse cuidado é ampliado para todos os setores da empresa, respeitando a particularidade de cada atividade”.


--Continua depois da publicidade ©--

A Concessionária vem adotando medidas preventivas desde o início de março. A empresa continua prestando todos os serviços essenciais ao longo da rodovia e segue protocolo rigoroso com a adoção de equipamentos de proteção individual (luvas, máscaras, álcool em gel), orientação rotineira aos funcionários sobre cuidados pessoais e com terceiros para este momento em que o país atravessa.

Além de medidas preventivas, a Rota do Oeste participa e protagoniza ações com foco na saúde e bem estar de quem percorre a rodovia, como a instalação de estrutura para funcionamento de Pontos de Apoio ao Caminhoneiro em eventos voltados à prevenção ao novo coronavírus, em Cuiabá e Rondonópolis; apoio às campanhas de vacinação de caminhoneiros contra a gripe realizadas ao longo do trecho sob concessão da BR-163; distribuição de tags de pagamento automático aos usuários da rodovia; distribuição de cestas básicas a índios da região sul.