Lucas do Rio Verde recebe recursos do Governo do Estado para a compra de cestas básicas

0

Com os valores pagos em março e abril, que juntos somam R$ 57 mil, será possível comprar mais de 500 cestas básicas

A Prefeitura de Lucas do Rio Verde recebeu do Governo do Estado de Mato Grosso pouco mais de R$ 25 mil, para a compra de cestas básicas, para serem distribuídas as famílias em situação de vulnerabilidade.

O recurso foi pago no final do mês de março. O valor é referente a terceira e quarta parcelas do financiamento cooperado do Sistema Único de Assistência Social (Suas), ano de 2019.


-Continua depois da publicidade ©-

Segundo a secretária-adjunta de Estado de Assistência Social, Leicy de Miranda, o valor foi disponibilizado ao município e pode ser investido 100% na compra de cestas básicas para as famílias em situação vulnerabilidade social.

Recentemente, o município entregou dois mil kits de alimentos as famílias dos alunos matriculados na rede municipal de educação. Os alimentos foram distribuídos por escolas, com o objetivo de atender os alunos que tinham na merenda escolar a principal refeição do dia.


Em relação ao recurso destinado pelo Estado, o valor do repasse varia de acordo com a população. Para 2020, houve um aumento de 30%, subindo para aproximadamente R$ 65 mil por ano.


--Continua depois da publicidade ©--

Ainda segundo a secretária, a previsão é que 50% do recurso, pouco mais de R$ 32 mil, no caso de Lucas do Rio Verde, seja depositado na conta do município nos próximos dias.

A destinação do recurso faz parte dos R$ 8.5 milhões anunciados pelo governador Mauro Mendes. O valor quitou as parcelas de 2019 e pagará a metade referente a 2020.

Com os valores pagos em março e abril, que juntos somam R$ 57 mil, será possível comprar mais de 500 cestas básicas.

Outra mudança adotada pelo governo para auxiliar os municípios no enfrentamento ao coronavírus, é a flexibilização do uso do recurso. Antes, apenas 50% do valor poderia ser investido na compra de cestas básicas, agora pode ser investido 100%.

Em relação as 50 mil cestas básicas anunciadas pelo governador, a secretária-adjunta informou que o Estado está avaliando e buscando a melhor forma de fazer a distribuição.