Aprovação de Bolsonaro é de apenas 28%, segundo pesquisa

0

A aprovação de Bolsonaro é analisada como lenta, gradual e contínua em queda. De acordo com a pesquisa divulgada pela XP Investimentos, o presidente foi aprovado em fevereiro com 34% para aqueles que consideravam a sua gestão como ótima ou boa. Já em meados de março houve uma oscilação de 30%. Com isso, o novo levantamento observou que apenas 28% dos entrevistados consideram o presidente como ótimo ou bom.

O estudo foi realizado entre os dias 30 de março e 1º de abril. A pesquisa tem registrada 3,2 pontos percentuais como margem de erro. Embora esteja um pouco abaixo de 30%, o presidente mantém a sua popularidade na faixa a alguns meses. A entrevista foi realizada com 1.000 pessoas em todo o Brasil.

A queda registrada na avaliação coincide com a melhora de imagem do Congresso Nacional e dos governadores. Dessa forma, houve um aumento de 13% em fevereiro para 18% em março daqueles que consideram o Legislativo Federal como ótimo ou bom. Por outro lado, a avaliação negativa sofreu uma queda de 44% para 32%.

Já a avaliação dos governadores registrou um aumento de 26% para 44% como ótimos ou bons, enquanto a avaliação negativa como ruim ou péssima reduziu de 27% para 15%.


Os percentuais apresentados no estudo refletem o atual cenário de constantes divergências existentes entre o presidente e os governadores, além do Legislativo quanto ao combate e proliferação do coronavirus, assim como as medidas restritivas de isolamento social defendidas pelo Ministério da Saúde em conformidade com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Contrariamente, Bolsonaro defende o retorno das atividades econômicas em todo o Brasil.


--Continua depois da publicidade ©--

Neste cenário, a autoridade que melhor aparece na pesquisa é Luiz Henrique Mandetta, ministro da saúde, que é aprovado por 68% dos entrevistados.