Aluno do curso de Química da USP morre vítima de coronavírus

0
Foto: Divulgação/USP

Um estudante do Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP) morreu neste sábado (28) em decorrência da Covid-19, de acordo com a assessoria de imprensa da instituição de ensino.

O homem foi identificado como V.L.T, tinha 56 anos, e estava internado no Hospital Universitário (HU), onde não resistiu à infecção.

Neste sábado, o Ministério da Saúde informou que subiu para 84 o número de mortes pelo novo coronavírus no estado de São Paulo. De acordo com a Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo, os novos óbitos são referentes a sete mulheres e seis homens com mais de 60 anos.

O caso do estudante universitário não foi contabilizado pelo Governo Federal, que fechou o balanço antes da notificação da vigilância epidemiológica. Assim, o total de mortes por coronavírus em São Paulo chega a 85.

Em nota, a USP lamentou e informou que tenta identificar os colegas, professores e funcionários com quem ele eventualmente teve contato para orientá-los sobre como proceder.

A universidade informou ainda que o Serviço Social e o Escritório de Acolhimento em Saúde Mental da Pró-Reitoria de Graduação estão em contato com a família do estudante para oferecer o suporte.

Casos na universidade

No dia 11 de março, a USP suspendeu as aulas do curso de Geografia, na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), quando um aluno comunicou que estava infectado.

Na ocasião, a universidade informou que o estudante também trabalha na universidade e se movimentou no campus até começar a ter os sintomas mais fortes da doença. Ele contraiu o coronavírus após a esposa dele voltar da Itália com a doença.

Após o caso, a universidade também anunciou a criação de um comitê para monitorar coronavírus formado por profissionais da saúde do HU, representantes da Unidade de Vigilância em Saúde do Butantã e da Coordenadoria de Vigilância em Saúde.

Dois dias depois, em 13 de março, a Escola Politécnica (Poli) anunciou o segundo caso de contaminação por coronavírus na USP. No mesmo dia, a universidade comunicou que suspenderia as aulas e adotaria um sistema de ensino à distância.


Amazonia 03 de Junho