Professores usam impressora 3D e produzem protetores faciais para equipes de saúde contra o coronavírus em MT

0
Foto: UFMT/Divulgação

Professores da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) estão produzindo protetores faciais para serem utilizados por profissionais da saúde que trabalham no combate à pandemia de covid-19 no estado. Os objetos são produzidos e laboratórios com a ajuda de impressoras 3D.

O protetor deve ser usado para a proteção das máscaras comuns usadas pelos profissionais.

Todas as proteções faciais produzidas serão doadas ao Conselho Regional de Medicina do estado (CRM-MT), que fará a distribuição de acordo com a necessidade da Secretaria de Estadual de Saúde (SES-MT).

O objetivo, segundo a universidade, é proteger as equipes de saúde que trabalham em contato direto com pacientes contaminados em Mato Grosso.

Ao todo, 16 colaboradores trabalham na produção dos objetos dentro do Laboratório de Arquitetura e Urbanismo (FAB.Lab), da Faculdade de Arquitetura Engenharia e Tecnologia (Faet), e do Laboratório de Instrumentação Micrometeorológica e Sensoriamento Remoto (LIMSer), do Instituto de Física (IF).

Além dos laboratórios da UFMT, a iniciativa também conta com o apoio dos professores Armando da Silva Filho (UNEMAT) e Nadja Gomes Machado (IFMT) e do Doutorando Elio Santos Almeida Júnior (Programa de Pós-Graduação em Física Ambiental) que são membros do Grupo de Pesquisa em Interação Biosfera-Atmosfera (GPIBA) da UFMT.


Amazonia 03 de Junho